Quinta-feira, 24 de Junho de 2021
Empate

Jogando em casa, Princesa empata com Nacional e se mantém invicto no Barezão

Placar de 1 a 1 no Gilbertão manteve as equipes nas mesmas posições da tabela



WhatsApp_Image_2021-04-01_at_18.01.26_9C73D446-F226-4EDC-AA1C-9985CA3F39D8.jpeg Foto: Gilson Mello
01/04/2021 às 18:22

Em jogo marcado por pênaltis, Princesa e Nacional empataram em 1 a 1, na tarde desta quinta-feira (1), no Gilbertão. Flamel abriu o marcador para o Leão e Hayllan igualou para o Tubarão. Com o resultado, as equipes se mantém nas mesmas colocações. 

O Princesa volta a campo na segunda-feira (5), às 15h, contra o JC, no Floro de Mendonça, em Itacoatiara. Já o Nacional folga na próxima rodada e joga somente na quarta-feira (7) contra o Manaus, ás 20h30, na Arena da Amazônia. 



O jogo

Com o famoso “um sol pra cada um” em Manacapuru, o jogo começou com as equipes tendo dificuldades em criar boas jogadas. A primeira chance do Princesa veio aos 9 minutos, com Luciano cobrando boa falta, mas com a bola desviando na barreira e indo para fora. Aos 17, Frank avançou pela direita e cruzou na área, mas Bandeira cortou de carrinho. 

Ambos os times erravam muitos passes e não conseguiam engatar ataques perigosos. Aos 24, o Leão ainda teve boa oportunidade com a saída de bola errada do Tubarão, mas Flamel não conseguiu aproveitar. 

Após a volta da parada médica, a partida foi mais movimentada. Aos 33, Luciano tocou para Frank avançar rápido pela direita e tentar chute, mas a zaga conseguiu travar. A bola ainda sobrou de novo para o camisa 20, que tentou outro cruzamento e achou Tiririca, que arriscou, mas a zaga nacionalina interceptou novamente. 

Aos 38, o Nacional abriu o placar. Leozinho invadiu a área, mas Thiaguinho chegou de carrinho e o árbitro assinalou pênalti. Aos 40, Flamel bateu e balançou as redes para o Leão. 

Hayllan x Adrian

A segunda etapa já começou com Antony derrubando Luciano dentro da área. Aos 3, Hayllan, na cobrança, empatou para o Tubarão. Diferente do primeiro tempo, as equipes conseguiam ser mais ofensivas. Aos 24, Alan Patrick arriscou de fora da área, mas a bola foi pelo lado direito do gol. 

Aos 30, Romão cometeu mais um pênalti em cima de Glilson. Hayllan bateu no canto esquerdo, mas o goleiro Adrian caiu bem para defesa. 

Aos 33, Jones tabelou com Rafinha, mas chutou em cima do goleiro Rascifran. Aos 46, Hayllan teve a oportunidade da virada para o time de Manacapuru. O atacante recebeu de cara com o goleiro Adrian, que espalmou para fora. 

“A bola do jogo estava nas minhas mãos. Eu boto toda a culpa em cima de mim, porque poderíamos ter três pontos, mas eu deixei escapar dois”, lamentou o camisa 9 Hayllan, após o jogo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.