Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019
AMAZONENSE FEMININO

Iranduba enfrenta o 3B Sport nesta quinta-feira (10) pelo Campeonato Amazonense

3B é o primeiro adversário do Iranduba no Estadual. Hulk é atual octacampeão e folgou na primeira rodada



WhatsApp_Image_2019-10-09_at_22.10.05_93AA0777-191A-4794-8023-FC2E1B9A096E.jpeg Foto: Denir Simplício
10/10/2019 às 08:13

A maior rivalidade do futebol feminino amazonense já será vista na segunda rodada do Estadual. Hoje (10), às 20h (de Manaus), no estádio Ismael Benigno, a Colina, o Iranduba enfrenta o 3B Sport querendo somar três pontos logo em sua estreia no Campeonato Amazonense. Atual octacampeão estadual, o Hulk tem pela frente seu maior adversário na corrida pela taça de campeão.

As duas equipes tiveram três recentes encontros em decisões. Enquanto na final do Torneio Início deste ano o 3B derrotou o Iranduba nos pênaltis, o Hulk conquistou as últimas duas edições do Campeonato Amazonense sobre a Fera da Amazônia. Partidas que aumentaram a rivalidade entre os dois clubes da cidade de Manaus.



Destaque da equipe esmeraldina, Djeni Becker está defendendo as cores do Iranduba pelo quarto ano seguido. Com a camisa do Hulk, a meia já conquistou três taças do Campeonato Amazonense e participou da campanha histórica do clube no Brasileiro de 2016. Em mais um Estadual, a meia vai em busca da nona taça para o clube.

“As expectativas sempre são as mais positivas, as melhores possíveis. O fato de sermos octacampeões não nos causa responsabilidade alguma. Logicamente, vamos em busca do nono  título”, afirmou a camisa 8, que espera bastante equilíbrio na partida de hoje. 

“É um jogo de nível de Brasileiro Série A1. Um jogo que todo atleta de alto rendimento gosta, que são os jogos difíceis. Acredito que será uma partida bastante equilibrada, que será resolvida nos detalhes”, projetou Djeni, que nesta temporada já marcou seis gols em 14 partidas do Campeonato Brasileiro.

Perguntada se a busca pelo eneacampeonato é uma responsabilidade para o Iranduba, Djeni revelou que a pressão fica com os outros times que estão participando da competição.

“Acredito que a responsabilidade não é só pelo título, mas pela importância de garantir vaga na Série A2 do Brasileiro do ano que vem. E ela fica com as demais equipes, pois o Iranduba já está garantido na A1”, apontou a meia, que disputou a elite do Brasileiro nos quatro anos em que esteve vestindo a camisa da equipe esmeraldina.

Do outro lado

Enquanto o Iranduba estreia no Estadual 2019 nesta segunda rodada após folgar na primeira, o time do 3B já somou três pontos. No primeiro jogo, em seu próprio CT, a Fera da Amazônia goleou a Liga Itacoatiarense pelo placar de 5 a 1. Além do bom primeiro passo na competição, a equipe vem motivada pela conquista do inédito Torneio Início Feminino do Amazonense.

Sob o comando de Sidney Bento, o elenco conta com 17 nomes, sendo seis atletas oriundas do Audax-SP. Entretanto, uma das jogadoras que vieram do time paulista se tornou a única baixa. Volante, Margareth lesionou o tornozelo dias antes da estreia da equipe no torneio e não vai estar recuperada até a final. Para seu lugar, o clube contratou a volante Gabi Batista.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.