Publicidade
Esportes
SEMIFINAL

Jogos deste sábado (31) definem os finalistas do Campeonato Amazonense

O filme pode até ser repetido, mas isso não significa dizer ausência de fortes emoções. E é isso que Princesa, Rio Negro, Manaus e Penarol prometem aos torcedores. Os vencedores garantem vaga na final do turno e a chance de lutar por calendário em 2019 31/03/2018 às 10:50
Show show rion
(Foto: Jair Araújo)
Camila Leonel Manaus (AM)

Dois jogos decidem os finalistas do segundo turno do Campeonato Amazonense de Futebol neste sábado (31): um em Manaus e outro no interior. Os duelos entre Princesa do Solimões x Rio Negro, às 15h, no Gilbertão, em Manacapuru, e entre Manaus e Penarol, às 17h, na Arena da Amazônia, reeditam decisões que aconteceram no primeiro turno. Na ocasião, Rio Negro e Penarol levaram a melhor, será que o filme se repete no segundo turno?

Princesa e Rio Negro se encontraram, também no estádio Gilbertão nas quartas de final do primeiro turno. O Galo venceu por 3 a 1. Novamente em Manacá, o Rio Negro decide agora uma vaga na final do segundo turno. São situações e jogos diferentes, mas o técnico Aderbal Lana acredita que o fato de ter vencido no primeiro turno pode ser uma motivação para o time tentar, mais uma vez superar o Tubarão.

“Não deixa de ser uma motivação. Evidentemente que quem venceu a primeira vez acha que pode vencer a segunda. Cada jogo é uma história e tem que ter cuidado”, diz o treinador que ressalta: a principal motivação do clube é garantir calendário para o próximo ano.

“O Rio Negro procura um calendário para o ano que vem e as coisas não são fáceis, mas estamos motivados”, completou.

Relembrando o primeiro turno, o Rio Negro caiu justamente na semifinal ao ser derrotado pelo Fast, de virada. Pensando em uma história diferente para a partida, treinador e jogadores vêm conversando bastante sobre os erros cometidos naquela partida para que não volte a acontecer.

“A gente foi muito cobrado em relação à desatenção nos jogos. O Lana cobrou muito isso: ter um pouco mais de atenção, um pouco mais de vontade. Não que os jogadores não tenham. A gente quer sempre ganhar, treina todo dia para isso”, explicou Jean Carlos, volante do Galo.

Além da atenção, o Rio Negro tenta contar com a experiência dentro e à beira do campo.“Eles jogam desta forma. É a forma do treinador jogar. Tem que tentar me atualizar a isso, mas por outro lado são 30 anos de futebol e vou tentar pôr experiência em cima disso. Não e fácil. A gente sabe que o futebol tem modernizado. Não que eu não tenha, mas tem que ter tranquilidade”, disse o técnico que ainda não definiu o time. O certo é que Ives e Giovanni estão suspensos. O primeiro por cartão e o segundo devido a uma lesão no tornozelo.

Já em Manacapuru, por ter fechado o primeiro turno como líder do Grupo A, o Princesa do Solimões não jogou as quartas de final. Classificou direto para as semis e, com isso, teve duas semanas livres para treinar. E o tempo livre foi aproveitado com treino forte para que o Tubarão chegasse afiado e ajustado para o duelo.

“Aproveitamos bem a semana, treinamos o que precisava ser treinado e até um pouco a mais. Todos os titulares voltaram então o time vai completo para o jogo. Foram duas semanas de muito proveito e trabalho”, explicou o volante Toró.

Falando em repetição de erros, o jogador disse que Alberone conversou com o grupo e pediu mais atenção para o reencontro contra o Galo.

“Diferente vai ser a nossa marcação e o professor pediu para estar todo o tempo ligado. O time não foi bem naquele jogo, entramos desligado, erramos na marcação, mas agora é um novo jogo e uma nova história”, opinou. No Barezão, o Princesa tem quatro vitórias, dois empates e duas derrotas, uma delas foi justamente nas quartas de final para o Rio Negro.

Manaus x Penarol

Outro reencontro será entre Manaus e Penarol, mas desta vez, a partida será em Manaus e o zagueiro Deurick acredita que essa mudança de local possa ser benéfico à equipe.

“A equipe chegou sonolenta contra o time deles no primeiro tempo e sofremos os três gols. Creio que isso não vai acontecer. Conversamos, vimos onde erramos e durante esses treinamentos a equipe mudou bastante em relação a isso. O fator de jogar na Arena é totalmente diferente. Tem a viagem, é um lugar meio longe, a estrada é ruim. Nada que dificulte tanto, mas jogar lá dentro contra o Penarol é difícil. Então usaremos esse fato, sim”.

O Gavião do Norte além do desafio de vencer o Penarol terá que saber lidar com ausências no elenco. Durante a semana, o Gavião do Norte, descansou e treinou bolas parada e posicionamento.

Já o Penarol, que venceu no primeiro turno por 3 a 2, prega o respeito. O plantel chegou em Manaus na tarde de ontem e ficou concentrado para a partida. No discurso, o zagueiro Thiago Brandão, pregou o respeito.

“Foi uma semana boa de trabalho. O time está muito focado desde sempre nesse jogo. Acredito que pela qualidade das equipes será um grande jogo, assim como foi no primeiro turno, mas estamos encarando com respeito ao adversário e vamos entrar para jogarmos de igual pra igual”, declarou o zagueiro, opinião que faz coro à do treinador Zé Carlos.

“Estamos trabalhando em busca dessa vitória em Manaus. O adversário é difícil e respeitamos a qualidade deles, mas a nós só interessa a vitória e temos certeza que vamos entrar em campo colocando o nosso melhor para fazer uma grande partida”, ressaltou.

Publicidade
Publicidade