Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2019
Craque

José Aldo e Conor McGregor fazem encarada tranquila em coletiva do UFC 194

Segundo o campeão interino, o comportamento calmo é devido ao fato de ele estar em “modo Zen”, e ele garantiu que vencerá no primeiro round



1.png Lutadores, que fazem luta principal do UFC 194, não trocaram ofensas como de costume
09/12/2015 às 21:18

Ao contrário do que aconteceu na coletiva Go Big, em setembro, Conor McGregor só falou quando algum repórter o dirigia uma pergunta. Segundo o campeão interino, o comportamento calmo é devido ao fato de ele estar em “modo Zen”, e ele garantiu que vencerá no primeiro round. “Eu o vejo desmoronando no fim do primeiro round, ou não conseguindo voltar para o segundo. Ele será acabado em um round”, disse.

O campeão linear José Aldo estava tranquilo como sempre. Quando perguntado se estava preocupado com os boatos de que o irlandês infiltrou um espião em sua academia durante o treinamento, o brasileiro deu risada. “Os espiões dele devem ter falado que eu vou vencer a luta, então tudo bem”, declarou. Na hora da encarada, McGregor inovou na pose para ficar frente a frente com Aldo.



José Aldo também desmentiu Andy Sower, um de seus treinadores, que dissera, em uma entrevista recente, que o campeão dos penas talvez se aposentasse após o evento na cidade americana. “Essa não vai ser minha última luta, acho que ainda tenho outros adversários para enfrentar”, garantiu Aldo.

Sobre a luta contra McGregor, o campeão peso por peso do UFC disse que o rival não vai ter para onde correr no octógono. “Se a luta ficar em pé, vou nocautear. Se ele for para o chão, vou finalizar. Essa será a noite perfeita, eu vou ganhar!”, prometeu o dono do cinturão do peso-pena.

O clima sereno imperou entre todos os participantes. Luke Rockhold parecia não conter a ansiedade para o confronto contra Chris Weidman. “Nós somos os dois melhores pesos-médios do mundo, e vocês verão um show”, disse.

Já o campeão até 84kg falou um pouco mais sobre a sua estratégia para o combate. “A maior fraqueza dele é a cabeça. É o ego. Vou correr atrás disso”. 

Chad Mendes e Frankie Edgar,  que lideram o card do TUF 22 Finale, falaram sobre a possibilidade de o vencedor do duelo ganhar uma chance pelo título disputado por Aldo e McGregor.

“Eu estou preocupado com o Chad. Sexta vem antes de sábado. Quando chegar o sábado e eu já tiver feito meu trabalho, então eu vou me preocupar com isso”, disse Edgar. “Não me importa quem vença. Eu só quero lutar pelo cinturão”, afirmou Mendes.


Com informações do UFC.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.