Sábado, 07 de Dezembro de 2019
Craque

José Aldo torna-se padrinho do Projeto Triatlhon Social

De infância e adolescência humilde, semelhante a de muitos dos integrantes do projeto Triathlon Social, José Aldo quer que projeto sirva de inspiração para futuros atletas.



1.jpg José Aldo com as crianças participantes do projeto
12/03/2013 às 17:13

O Projeto Triathlon Social em parceria com o Batalhão de Operação Ribeirinhas da Marinha do Brasil e as ‘Voluntárias Cisne Branco’ ganhou um padrinho de peso nesta terça-feira (12).

O lutador amazonense campeão do UFC na categoria peso-pena visitou as instalações do projeto no bairro Mauazinho, Zona Leste de Manaus, se emocionou com a iniciativa e decidiu abraçar, literalmente, o projeto. “Infelizmente não tive o apoio que estas crianças estão tendo quando comecei no esporte. Só tenho que elogiar os responsáveis pelo projeto”, disse o lutador amazonense.



O Triathlon Social existe desde outubro do ano passado e oferece aulas de triathlon para 14 jovens, de 10 a 15 anos, de escolas públicas, além de seis dependentes de militares da Marinha. As aulas são acompanhadas por professores especializados em triathlon e uma psicóloga e nutricionista que prestam assistência aos adolescentes.

“Ver o sorriso dessas crianças é um estímulo muito grande para mim e tenho certeza que pelo menos um desses garotos irá se destacar em breve. Espero voltar aqui e ver mais um atleta amazonense campeão ”, afirmou Aldo.

O presidente da Fetriam, Antonio Neto, revelou que em poucos meses o projeto já apresenta resultados expressivos. “Nós já temos dois jovens selecionados para o Centro de Alto Rendimento da Amazônia (Ctara). O nosso objetivo principal é levar as crianças ao desposto, mas é claro que ficamos ainda mais satisfeitos quando conseguimos encaminhar alguém para o alto rendimento”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.