Publicidade
Esportes
SELETIVA

Judocas amazonenses embarcam para SP visando vaga na seleção olímpica de 2020

Destaques nacionais da modalidade, Rafaela e Carolynne têm a primeira chance de integrar a seleção brasileira principal adulta 12/01/2017 às 05:00 - Atualizado em 12/01/2017 às 09:05
Show unnamed
Rafaela e Carolynne fazem parte da equipe de elite da Associação Barbosa de Lutas Esportivas (ABLE). (Foto: Mauro Neto/Sejel)
acritica.com Manaus-AM

O ano mal começou e as atletas Rafaela Barbosa, 23, e Carolynne Hernandez, 20, já tem uma missão árdua pela frente. Isso porque, na madrugada desta quinta-feira (12) elas embarcam rumo a Seletiva Tóquio 2020 – I Etapa, que acontece em Osasco, São Paulo. Essa será a primeira chance das representantes do Amazonas integrarem a seleção brasileira principal adulta. Para a competição, que acontece sábado (14) as judocas recebem apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Para enfrentar a seletiva que vai colocar frente a frente as melhores judocas do cenário nacional, Rafaela e Carolynne explicam que intensificaram bastante os treinos. Para se ter ideia, a preparação nos quase três últimos meses foi de quatro vezes ao dia, durante sete horas. “Podemos dizer que a gente estava, literalmente, se matando nos treinos. A preparação foi bem cansativa, focamos na parte técnica e física, mas o treino é condizente com aquilo que vamos enfrentar”, destacou Carol.

Um dos embates fora do ‘tatame’ foi baixar e manter o peso. Carol defende a categoria 48Kg, Ligeiro, e Rafaela a de 52Kg, Meio-Leve. Porém, as últimas semanas foram de tentação com as festividades do Natal e do Ano Novo. Além disso, a cria da família Barbosa vem dando atenção especial ao seu ombro esquerdo, o qual precisou fazer uma cirurgia no meio do ano passado. Recuperada, ela diz quer todo cuidado é pouco.

“A gente corria de qualquer comida de final de ano, então foi muito difícil a dieta e investimos na corrida para secar. Ano passado, eu fiz uma cirurgia e engordei, chegando aos 56Kg, e tive que vir com tudo para emagrecer. Em novembro, no Jubs (Jogos Universitários Brasileiro) eu já estava com 52kg, mas também precisei trabalhar com todo cuidado do mundo para manter o peso e não me machucar”, destacou Rafaela, que sabe na ponta da língua as pedreiras que vai encontrar pela Seletiva.

“Sem dúvida vai ser uma competição bem difícil, devo fazer oito lutas, e desta forma é bem cansativo tambem. E entre os nomes que devem dar bastante trabalho é a Jessica Pereira, do Rio, e a Eleudis Valentim, de São Paulo. Já enfrentei elas algumas vezes e não é fácil, porém estou preparada”, comentou Rafaela, que carimbou a ida para a Seletiva por ter feito parte da seleção principal em 2015.

Pela Meio-Leve, na Seletiva, apenas a primeira colocada é classificada à Seleção. Já a Ligeiro, classifica duas atletas e é daí a esperança de Carolynne Hernandez, que se passar nesta prova de fogo promete ser um dos nomes mais visados pela categoria. A atleta conseguiu vaga para a competição devido ter sido medalhista no Brasileiro Sênior em 2016.

“Psicologicamente eu confesso que estou um pouco nervosa, mas treinei forte o bastante para continuar no meu propósito. Além do mais, peço todos os dias a Deus para abençoar meu sonho”, comentou a atleta, que vai fazer sete lutas e tem como principais oponentes as cariocas e as paulistas.

Elite

Rafaela e Carolynne fazem parte da equipe de elite da Associação Barbosa de Lutas Esportivas (ABLE), localizada na Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus. É a mesma academia de onde surgiram os irmãos Rayfan, Rafael e Rafaela Barbosa – todos com currículo vitorioso no judô nacional. Elas treinam a parte técnica com o mestre Carlos André e a física com Júlio Prado, na One Fitness. As meninas recebem apoio da Sejel, Banco da Amazônia, Fieam, Fametro, Unip, Bolsa Atleta Municipal (Semdej) e One Fitness.

Além delas, outra judoca do Amazonas também vai disputar a competição: Maria Taba (52kg) que, no fim do ano passado, conquistou medalha de ouro no Campeonato Pan-Americano Juvenil (Sub 18), em Córdoba, na Argentina.

*Com informações da assessoria de comunicação

Publicidade
Publicidade