Sábado, 19 de Outubro de 2019
Craque

Kaká e Ronaldinho Gaúcho devem ter, cada um, duas oportunidades de convocação, diz Felipão

Meia do Real Madrid é uma das novidades na lista divulgada para os dois amistosos de março. Jogador do Atlético-MG disputou a partida contra a Inglaterra e deve ser convocado para enfrentar o Chile em abril



1.jpg Ronaldinho Gaúcho e Kaká
05/03/2013 às 17:07

O técnico Luiz Felipe Scolari (foto) iniciou a coletiva de imprensa, nesta terça (05.03), após a divulgação da lista de convocados para os amistosos contra a Itália e a Rússia em março, falando sobre o critério de igualdade de oportunidades para a escolha dos jogadores. Ele ressaltou a importância da disputa do jogo contra o Chile, no dia 24 de abril, no Mineirão - antes da convocação para a Copa das Confederações.

“Felizmente teremos um jogo em abril em Minas onde nós jogaremos quase que exclusivamente com os atletas que atuam no Brasil. Como temos quatro jogos, para que eu não tivesse dúvidas, eu ofereci e idealizei oportunidades idênticas a uma série de jogadores que poderão disputar a Copa das Confederações e provavelmente a Copa de 2014”, disse Felipão.



Dentro dessa lógica, o técnico explicou que pretende dar chances a jogadores que disputam a mesma posição em convocações diferentes, como é o caso dos meias Kaká (Real Madrid) e Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG). “Jogadores da mesma posição vão ter as mesmas oportunidades e depois eu escolho. No caso de Kaká e Ronaldinho, um foi convocado no primeiro jogo (contra a Inglaterra em fevereiro), deverá ser convocado no quarto jogo (contra o Chile, em abril) e Kaká estará nesses dois (em março). Vou observar os quatro jogos para ver o que eu vou fazer na Copa das Confederações”, explicou.

Outras novidades

Além de Kaká, outras novidades da lista desta terça comentadas pelo técnico na coletiva foram o atacante Diego Costa, do Atlético de Madri, e o volante Fernando, do Grêmio.

Diego Costa foi destaque no empate em 2 x 2 com o Sevilla, na última quarta (27.02), fazendo o primeiro gol e dando uma assistência para o segundo. O resultado garantiu o Atlético de Madri na final da Copa do Rei, na Espanha. A partida foi observada de perto por Felipão. “Eu estava na Europa na semana passada discutindo possibilidades, trocando informações. Dentro disso, o jogo Atlético x Sevilla fez com quem a gente tivesse a certeza dessa convocação. Ele estava sendo sondado para a Seleção Espanhola também. Mas já conversamos e a alegria que ele demonstrou no primeiro telefone me deixou feliz da vida”, explicou.

Felipão também teceu elogios ao jogador. “É um atleta que merece essa chance, que tem uma característica importante para o grupo: é um jogador muito forte, sabe se posicionar muito bem, faz com que os atletas que jogam ao seu lado disfrutem de oportunidades maiores, porque ele luta muito mais que o imaginado”, disse.

Durante a coletiva, Felipão falou sobre a importância de proteger a defesa e não deixar os zagueiros no “mano a mano”. Para isso, segundo o técnico, a atuação de jogadores como o volante Fernando é fundamental.

“Fernando já fez parte da base de muitas seleções em anos anteriores. Ele vem pela primeira fez comigo porque é um jogador que pode ser aquele mais indicado para a posição, porque não gosto de deixar exposta a minha defesa, sem um jogador com característica defensiva que dê aquele primeiro combate. Ele sabe chegar e passar à frente, mas antes de tudo eu não tenho que tomar um gol. Quero que ele se comporte como joga no Grêmio”, disse Luiz Felipe Scolari.

A partida contra a Itália será em 21 de março, em Genebra, na Suíça. Já o jogo contra a Rússia será realizado em 25 de março, em Londres, na Inglaterra.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.