Publicidade
Esportes
FUTEBOL

Atacante Kazim é apresentado no Corinthians jurando morrer pelo clube paulista

Jogador inglês naturalizado turco é o primeiro reforço anunciado oficialmente pelo Timão após o início dos treinos para a temporada 2017 12/01/2017 às 13:45 - Atualizado em 12/01/2017 às 14:27
Show kal
Kazim posou para fotos e vestiu a camisa do Timão em um dos campos do centro de treinamento (Foto: Divulgação)
acritica.com Manaus (AM)

No início da tarde desta quinta-feira (12), o atacante Kazim foi apresentado oficialmente como jogador do Corinthians. No CT Dr. Joaquim Grava, o jogador naturalizado turco posou para fotos e vestiu a camisa do Timão em um dos campos do centro de treinamento. Em seguida, foi para a sala de imprensa, onde concedeu a primeira entrevista coletiva como atleta corintiano.

“Eu luto muito em campo e tenho característica de jogador do Corinthians. Eu jogo com raça o tempo todo. Eu tenho paixão, coração, tenho tudo para jogar aqui. Morro por essa camisa, entende?", disse Kazim.

“Eu jogo para o time. Se o treinador quiser que eu jogue de lateral, eu jogo de lateral. Se ele quer que eu jogue de atacante, eu jogo. Posso jogar em qualquer posição, porque eu tenho essa característica de jogar em três ou quatro posições. Eu não penso só em mim, eu ajudo o time. Tenho a mentalidade de ganhar os três pontos. Eu vou lutar os 90 minutos, não apenas cinco. Tem muito jogador que faz gol e acabou. Eu não, jogo os 90 minutos e a prorrogação”, continuou o atacante.

Gringo da Favela

“Meu objetivo é ajudar o Corinthians. Ele é o melhor clube do América. Eu vim aqui, porque é meu sonho jogar em um grande time como o Corinthians. Meu pai adora o futebol brasileiro. Ele tem 49 anos e gosta de Zico, Romário, Ronaldo Fenômeno”, prosseguiu o jogador. “Eu tinha proposta para China, Dubai, mas eu falei que queria jogar aqui. Ganhar um título com o Corinthians seria muito bom”, comentou Kazim.

A coletiva durou aproximadamente 30 minutos e foi finalizada em grande estilo: “Eu sou da Fiel agora! Sou o Gringo da Favela. Vai, Corinthians!”

Publicidade
Publicidade