Publicidade
Esportes
Craque

Lágrimas no adeus: Santos empata partida e perde Neymar

Atacante, que agora é do Barcelona, fez sua despedida no 0 a 0 contra o Flamengo. O jogador confirmou sua ida ao Barcelona na noite de sábado (25) 27/05/2013 às 14:35
Show 1
Neymar buscou jogo, mas o time, para variar, não colaborou muito
acritica.com ---

Nem mesmo a despedida de Neymar empolgou o time do Santos neste domingo (26). Na rodada de abertura do Campeonato Brasileiro, o time santista voltou a decepcionar a torcida com uma atuação apagada no empate sem gols com o Flamengo, no estádio Nacional de Brasília (Mané Garrincha). Foi o último jogo do atacante de 21 anos com a camisa do Santos.

Neymar, que confirmou sua ida ao Barcelona na noite de sábado, não escondeu a emoção antes mesmo do início da partida. Ele foi às lágrimas durante a execução do Hino Nacional. Mas tentou não se abalar com a despedida. Correu bastante em campo, iniciou jogadas, puxou contra-ataques, bateu faltas, mas parou na própria ineficiência do Santos.

Como vem acontecendo nos últimos jogos do time, Neymar jogou sem um parceiro no ataque, sofreu com a apatia do meio de campo e não viu os laterais aparecerem para dar apoio. Acabou protagonizando uma despedida melancólica, que não ficará na memória dos torcedores santistas. Sem Neymar a partir já da próxima rodada, o Santos apostará em futuros reforços de peso e na juventude de jogadores como o estreante Henrique e Gabriel, de 16 anos.

Marketing

Não há dúvidas de que o Barcelona apostou em Neymar para a próxima temporada como parte de sua estratégia de renovação em campo. Mas, enquanto o departamento de futebol do clube buscará enquadrar o jogador no esquema com Messi, é em outro departamento do Barcelona que um plano tão ousado quanto o esquema tático do time está sendo formado para o brasileiro: o de marketing.

Fontes do Barcelona confirmaram que os planos no clube são de transformar Neymar em uma “marca global”. Para os executivos, o atacante já demonstrou no Brasil a sua capacidade de atrair a atenção de empresas e torcedores. Na Catalunha, tão importante quanto os títulos é a exposição internacional de marketing do clube. Os números falam por si só: a renda média dos últimos anos foi de 480 milhões de euros - 60% disso vem de marketing e, nesse esquema, tao fundamental quanto a própria "marca Barça" são as marcas individuais como Messi, Pique ou Iniesta.

A operação de marketing envolve, no fundo, mais gente que o próprio time de jogadores. São 65 profissionais dedicados exclusivamente à venda do nome do clube e, sem a renda que hoje sai dessa área, o Barcelona não teria como pagar suas contas. Nos últimos anos, a dívida colossal de 578 milhões de euros foi reduzida em mais de 100 milhões de euros graças justamente a um novo impulso no marketing. E é nesse esquema que Neymar irá entrar. Os especialistas não negam: usarão o fato de o craque ser brasileiro, o fato de a Copa ser no Brasil e o fato de ele vir do time de Pelé. Mas o principal será o argumento de que ele representa o “novo” Barcelona. No fim de semana, o clube já registrou o que seria uma busca espontânea por camisas de Neymar. A loja do Barcelona no Camp Nou, administrada pela Nike, é a segunda loja com a maior faturação no mundo.

Publicidade
Publicidade