Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
Craque

‘Lana, mestre? Aqui não!’, diz Garanha sobre seu ex-comandante no Naça

O velho mestre enfrenta o ex-comandado agora na beira do campo e as divergências dos tempos de Nacional parece que continuam. Lana não quis polemizar e desejou sorte ao atual técnico do Manaus FC 



1.jpg Lana e Garanha se enfrentam pela primeira vez como técnicos de futebol.
05/05/2015 às 14:44

O velho mestre enfrenta o jovem pupilo nos gramados do futebol Baré. A frase cairia bem para a partida desta quarta-feira (6), às 20h,  entre Manaus FC e Nacional, na Colina, já que as equipes são comandadas pelo experiente Aderbal Lana e o novato Robson Garanha, porém, o ex-jogador não considera Lana como seu  mestre.

“Lana mestre? Aqui não!”, disparou o treinador do Gavião do Norte quando questionado sobre como armaria sua equipe para encarar o time do antigo técnico. “Pra mim ele não é mestre. Ele é mestre lá no Nacional, aqui não”, completou o ex-atacante que está dirigindo o Manaus FC desde a 11ª rodada do Estadual. Garanha, que até 2013 atuava nos gramados sob o comando de Aderbal Lana, não guarda boas lembranças do velho comandante e afirmou que vai dificultar o quanto puder a vida do técnico do Leão da Vila Municipal. “O Nacional tá com uma bela equipe. Tá com a moral elevada. Mas nós também estamos trabalhando muito e vamos procurar dificultar ao máximo a vida deles (Nacional)”, disse.



Para o confronto com o líder do Barezão, Garanha vai contar com os retornos do zagueiro Bruno Henrique, do volante Tubarão e do meio-campista Célio. A baixa pode ficar por conta do meia-atacante Jerson, que está se recuperando de uma lesão e pode desfalcar a equipe.

Ainda sobre as divergências com Lana nos tempos que atuava nos gramados, Garanha disse que o treinador do Naça gosta de se impor a qualquer custo e sempre foi teimoso, por isso as constantes discussões.

“Sempre fui um cara dinâmico. Nunca gostei de perder e me exaltava com certas atitudes dele. O Lana gosta de aparecer mais que o jogador”, revelou o ex-atacante nacionalino, completando que hoje busca seu espaço como técnico de futebol. “Ele (Lana) tá com a vida ganha, eu tenho de correr atrás da minha”, finalizou.

Lana deseja sorte

Em contrapartida ao antigo comandado, Aderbal Lana não quis entrar em polêmica com Garanha e resumiu a declaração do treinador do Manaus FC com apenas uma frase: “Garanha continua sendo Garanha”. O técnico do Naça se esquivou das provocações do ex-jogador explicando que o atual técnico do Gavião do Norte por ter sido jogador deve saber armar seu time e desejou sorte ao adversário de logo mais.

“Ele  (Garanha) jogou futebol e deve saber montar uma equipe. Não vou entrar em discussão sobre isso. Apenas desejo sorte e que ele faça um bom trabalho a frente do time dele”, respondeu Lana.

Seguindo a norma de executar trabalho recreativo com o elenco no dia do jogo, Lana só define o time que vai tentar a 14ª vitória no Barezão no final da manhã de hoje. A tendência é que o técnico mantenha o rodízio na equipe, já que o Leão confirmou a vaga nas semifinais do Estadual com cinco rodadas de antecedência. Além de fortalecer ainda mais o grupo para a disputa do Brasileirão da Série D, no segundo semestre deste ano.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.