Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021
Análise

Lecheva acredita em 'trabalho mais difícil' em nova passagem pelo Fast

Treinador concluiu que contexto financeiro e situação na tabela, deixam a missão mais complicada



46F857DC-8102-4C52-8ED4-1EABA61BEEC3_FE1E67FC-3FD7-4B93-8F4D-7C323BC84F8C.jpeg Foto: Iago Albuquerque
07/07/2021 às 10:35

Ricardo Lecheva foi anunciado como novo treinador do Fast um dia após a derrota para o Galvez-AC em casa. Familiarizado com o clube e o ambiente, ele se mostrou satisfeito em retornar ao Tricolor de Aço. 

“A gente encara com muita satisfação e alegria poder estar retornando a um clube que já trabalhamos e isso deixa evidente que fizemos um bom trabalho quando passamos por lá. E é uma história bem recente, estivemos a frente do Fast de 2020 para 21, durante a série D, onde chegamos a fase final de mata-mata, do acesso, fizemos uma primeira fase muito boa, passamos por dois mata-matas, e no jogo do acesso não passamos”, comentou o treinador fazendo um breve retrospecto de seu desempenho no campeonato passado. 



Lecheva foi um dos responsáveis por levar o clube para perto do acesso na Série D 2020, mas por uma série de fatores que envolveu sobretudo, questões familiares ligadas diretamente ao técnico e um surto de covid-19 no elenco. O clube sucumbiu a um adversário mais inteiro no fatídico jogo do acesso, o qual o treinador classificou como uma situação “não igual’ de condições de jogo.

“Fizemos uma primeira fase muito boa, passamos por dois mata-matas, e no jogo do acesso não passamos pelo Novorizontino-SP, mas tivemos situações para esse jogo que acabou nos deixando em situação não muito igual”, disse.

Lecheva ficou pouco tempo longe do Tricolor de Aço, tempo esse que foi suficiente para que mudanças drásticas acontecessem. O Fast entrou em um espiral de dívidas que fez inclusive com o que o clube jogasse na Seletiva 2020 com atletas de uma outra agremiação e no estadual 2021, o clube acabou abrindo mão da disputa.

Ciente desse contexto delicado em que o clube acabou inserido, Lecheva pregou muita cautela ao momento, ressaltou que quando estava no time, esses problemas já haviam surgido e que a situação financeira crítica, contribuiu para a sua não permanência no clube. E completou sua fala, afirmando que dará o seu melhor para recolocar o Fast na briga pelo acesso. 

“Hoje é outra realidade, o Fast vem passando por alguns problemas, principalmente de ordem financeira e por isso também não demos continuidade no trabalho do ano passado para esse ano, o clube acabou tendo que fazer uma parceria com uma empresa que está a frente do clube hoje, e isso não acabou dando muito certo. A diretoria me fez o convite para voltar ao clube para tentar recolocar o Fast no caminho das vitórias, na briga pelo acesso e vamos tentar fazer o nosso melhor como sempre”.

Diferente da temporada passada, Lecheva chega ao Fast com um elenco já pronto, ele disse que ainda precisa de tempo para avaliar o grupo e foi categórico ao afirmar que as condições para pôr o Tricolor de Aço em condições de lutar por um acesso, será mais difícil. 

“A gente não tem conhecimento de todo o elenco é óbvio, conhecemos somente alguns atletas, então a expectativa é de primeiro avaliar o grupo e aí vamos poder fazer algumas ponderações, ver o que podemos melhorar e qualificar nesse elenco, mas sabemos que vamos ter um trabalho muito mais difícil do que foi na temporada passada” finalizou.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.