Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
Craque

Lei, de 43 anos, armador mais velho da Copa dos Rios

Joador lembra dos grandes time da Copa dos Rios, como a seleção de Manicoré, que foi tri-campeã, com o mesmo time nas três temporadas



1.jpg Lei, jogador mais velho da Copa dos Rios
02/09/2012 às 12:19

Jogar futebol aos 43 anos não é novidade. Mas jogar futebol aos 43 anos, às 13 horas, em uma preliminar, não é para qualquer atleta. Mas, o meia Lei, do time de Eirunepé, que ficou em terceiro lugar, jogou 45 minutos na vitória do seu time.

Lei disse que joga a Copa dos Rios há 17 anos e diz que ainda tem gás para mais alguns anos. Segundo ele, só vai parar quando completar 20 anos de competição.



“Ainda dá pra correr, mas é cruel jogar nesse horário. Mas a molecada corre bem e gente fica mais na orientação e procura incentivar o time para chegara às vitórias”, disse Lei.

Sobre o terceiro lugar na Copa dos Rios, Lei disse que o time perdeu muitos gols contra Coari, na semifinais, por isso saiu derrotado. Isso também aconteceu no jogo com Itacoatiara na decisão do terceiro lugar, quando Eirunepé perdeu muitos gols e acabou tomando dois. Sorte do time que conseguiu a virada, mas acabou cedendo o empate no final.

“Nesse jogo de hoje era para a gente matar a partida no primeiro tempo, mas infelizmente a bola teimou em não entrar. Mas valeu pelo terceiro lugar”, afirmou.

Os jogadores saíram de Eirunepé de avião e depois foram de barco até a cidade de Manaquiri.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.