Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
Craque

‘Limpo’. Segundo exame surpresa de Anderson Silva antes da luta contra Diaz dá negativo

Teste antidoping surpresa realizado no dia 19 de janeiro atestou negativo para HGH em amostra de sangue do brasileiro. O resultado do exame pós-luta pelo UFC 183 ainda não foi divulgado



1.jpg Anderson Silva atesta negativo no segundo teste antidoping.
09/02/2015 às 18:08

O resultado do segundo exame supresa feito por Anderson Silva foi realizado no mesmo laboratório que atestou positivo no teste do dia 9 de janeiro. O interessante é que a Comissão Atlética de Nevada recebeu o resultado do segundo exame dois dias antes do laudo teste que flagrou o ex-campeão dos pesos médios.

O teste foi realizado no Laboratório de Medicina Esportiva da Universidade de Salt Lake City, credenciado pela Agência Mundial Antidoping (WADA). E foi feito dias antes do combate contra Nick Diaz no UFC 183. Em teste realizado em 19 de janeiro, o exame deu negativo para HGH (Hormônio Humano de Crescimento) em uma amostra de sangue. A informação revelada em primeira mão pelo site MMA Junkie.



Vale reforçar que o resultado do segundo teste não serve como contraprova do primeiro, que deu positivo. A Comissão Atlética de Nevada recebeu esse resultado no dia 2 de fevereiro, ou seja, um dia antes de ter em mãos o teste que apontou positivo para o Spider. Como esse segundo deu negativo, não trouxeram a público naquele momento.

Os resultados do antidoping feito pelo ex-campeão dos médios do UFC em 31 de janeiro, no dia da luta, ainda não foram divulgados. Anderson Silva ainda não fez nenhuma declaração pública sobre o teste em que foi flagrado com as substâncias drostanolona e androsterona em seu sistema.

O lutador será julgado por esse caso pela Comissão no dia 17 de fevereiro. Caso  seja condenado, o Spider pegar um gancho de 9 meses a um ano. A vitória sobre Nick Diaz será transformada em no-contest (sem resultado), além de ter de pagar uma multa.

Anderson Silva está em Las Vegas para as gravações do reality show TUF Brasil 4, onde é técnico ao lado de outro brasileiro, Maurício Shogun. A produção do UFC decidiu mantê-lo no programa até que termine o processo sobre o caso de doping. Caso ele seja considerado culpado, é grande a chance de ele ser substituído do reality de lutas.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.