Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020
SUPREMACIA

Liverpool vence Tottenham e aumenta vantagem no topo da tabela do Inglês

Com um jogo a menos, o Liverpool lidera a Premier League com 61 pontos, 16 a mais que o Leicester. Gol da vitória de hoje foi marcado pelo brasileiro Roberto Firmino



000_1NM98P_4AB373A5-76C9-43F1-8A00-7D3DD75B6C03.jpg (Foto: AFP)
News thumb afp d084093c bf21 4ede 853c 0cfb6068260d AFP
11/01/2020 às 16:29

O Liverpool de Jurgen Klopp dormirá neste sábado ainda mais líder do Campeonato Inglês, após derrotar por 1 a 0 o Tottenham (8º) de José Mourinho em Londres, aproveitando a surpreendentemente derrota do Leicester (2º) por 2 a 1 para o Southampton (12º).

O atacante brasileiro Roberto Firmino (37') foi o autor do gol da vitória dos Reds.



A vida segue tranquila na Premier League para o Liverpool. Enquanto seus principais perseguidores lutam pelo segundo lugar, os Reds mantêm a velocidade de cruzeiro e somam vitória após vitória.

Neste cenário, e com um jogo a menos a disputar, o Liverpool lidera a Premier League com 61 pontos, 16 a mais que o Leicester (45), que poderá perder o segundo lugar caso o Manchester City (3º, 44 pts) vencer no domingo o Aston Villa (17º).

Após conquistar a Liga dos Campeões, em junho, e o Mundial de Clubes, em dezembro, o Liverpool tenta agora erguer o título inglês pela primeira vez desde 1990.

A partida deste domingo contra o Southampton foi completamente diferente do confronto do primeiro turno, quando o Leicester goleou os Saints por impressionantes 9 a 0.

Quem também tem situação tranquila na tabela é o Chelsea, que graças aos gols do brasileiro Jorginho (27'), Tammy Abraham (38') e Callum Hudson-Odoi (49') se vê consolidado no quarto lugar com 39 pontos, cinco a mais que o Manchester United (5º), que goleou o lanterninha Norwich por 4 a 0.

Mais cedo, o Arsenal, brilhante nos primeiros 20 minutos de jogo, teve que se contentar com um um decepcionante empate em 1 a 1 fora de casa com o Crystal Palace.

O gabonês Pierre-Emerick Aubameyang abriu o placar para os Gunners aos 12 minutos de jogo, mas o ganês Jordan Ayew empatou no início do segundo tempo (54') diante de um Arsenal que jogou com 10 jogadores nos últimos 25 minutos de jogo devido à expulsão de seu artilheiro, que recebeu cartão vermelho direto após dura entrada em um adversário.

Com o resultado, o Arsenal segue longe da parte de cima da tabela, aparecendo na 10ª colocação com 28 pontos, a 11 pontos de distância da zona de classificação para a Liga dos Campeões.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.