Publicidade
Esportes
Fome de gols

Longe de casa, Iranduba encara o lanterna Vitória-PE para voltar a liderança

Tranquilas após alcançar classificação antecipada no Brasileirão, Guerreiras do Hulk enfrentam a pior defesa do campeonato buscando goleada e a ponta do Grupo 1 03/05/2017 às 10:27
Show ru
Se no setor ofensivo, as atacantes resolvem a parada, na defesa, a goleira Rubi - que já defendeu três pênaltis no campeonato - garante o resultado. (Foto: Evandro Seixas)
Denir Simplício Manaus (AM)

Já classificadas para a próxima fase do Campeonato Brasileiro, a equipe do Iranduba encara o Vitória das Tabocas, hoje, às 14h, no estádio Barbosão, em Chã Grande, no interior de Pernambuco, com a possibilidade de reassumir a ponta do Grupo 1 da competição.

Isso porque o clube pernambucano tem a pior defesa de todo o Brasileirão (28 gols sofridos) e vem de goleada impiedosa frente ao Corinthians (7 a 1), na última rodada.

Heroína do Iranduba na vitória sobre outro representante de Pernambuco, o Sport, na 9ª rodada, a goleira Rubi analisa que as Guerreiras do Hulk têm de impor seu futebol para voltar a Manaus com mais uma vitória fora de casa.

“Cada jogo é um jogo, claro que o retrospecto do Vitória é negativo e pode gerar pensamento de que o jogo será mais tranquilo. Mas a partir que você entra dentro de campo são 11 contra 11. Se você não fizer por merecer pode ser surpreendido, pois o Vitória não é um time bobo, e principalmente na casa delas”, pontuou a camisa 1.

Dois jogos longe de casa

O confronto com o Vitória-PE é o primeiro de dois jogos que o Hulk fará longe de sua torcida. Na próxima rodada o Iranduba encara o Grêmio, no Rio Grande do Sul.

“Claro que a torcida tem sido muito importante pro jogos dentro de casa, pois em nenhum lugar os times têm isso. Mas fora de casa temos feitos bons jogos também, nos preparamos bem, e temos ciência de que são pontos importantes que não podemos perder”, explicou Rubi.

Com 24 pontos ganhos, o Iranduba do técnico Sérgio Duarte, se dá ao luxo de fazer um rodízio visando evitar desgaste de suas principais atletas. Foi assim contra o Sport, como lembra Rubi.

“As meninas que vêm com uma sequência de jogos acabam que já mantém um padrão de jogo e de entrosamento. O que facilita obviamente, mas creio que o grupo é bem qualificado, e as meninas estão preparadas para quando tiver oportunidade”, analisou a arqueira exemplificando. “A Bruna, por exemplo, entrou no lugar da Sorriso e cumpriu muito bem sua função, sendo considerada a melhor da partida”, disse.

Rubi salvou o Hulk contra o Timão e Sport, na Arena (Foto: Antônio Lima)

Com plantel diversificado, O Iranduba visa a próxima fase do Brasileirão, como pontua a goleira Rubi. “O rodízio também é válido pela sequência de jogos que temos feito. Tendo um bom planejamento, nas fases de mata-mata todas estarão preparadas da melhor forma possível”, concluiu.

Na segunda posição no Grupo 1, o Iranduba pode voltar a liderar a chave. Para isso tem de tirar uma vantagem de três gols sobre o Corinthians, que enfrenta o Sport, hoje, na Ilha do Retiro.

 

Publicidade
Publicidade