Publicidade
Esportes
Craque

Luta prévia de Ronaldo Jacaré no UFC pode torná-lo o próximo desafiante do cinturão

Organização do evento anunciou que Ronaldo Jacaré enfrentará Yoel Romero, antes da luta principal entre Chris Weidman e Vitor Belfort, no dia 28 de fevereiro, nos EUA, e deve ser o próximo a lutar por cinturão 14/11/2014 às 09:11
Show 1
Jacaré tem que vencer para ser o próximo desafiante ao título
Jornal A Crítica ---

O UFC 184 vai guardar fortes emoções para os torcedores brasileiros e definir os próximos rumos na categoria dos médios. Isto porque a organização, ontem, confirmou o duelo entre Ronaldo Jacaré e Yoel Romero para o mesmo evento em que Chris Weidman defende o cinturão da divisão contra Vitor Belfort, dia 28 de fevereiro, em Los Angeles (EUA).

Com quatro vitórias seguidas na franquia, Jacaré é o número três do ranking da categoria e vem de vitória marcante sobre Gergard Mousasi, em setembro deste ano, por finalização. Em caso de triunfo, é praticamente certo que o brasileiro dispute o título no próximo compromisso.

O cubano Romero também vem em grande fase no Ultimate. Invicto na organização, com cinco vitórias, o lutador vem de uma verdadeira batalha diante de Tim Kennedy, também em setembro deste ano, no UFC 178, quando recebeu o prêmio de “Luta da Noite”.

Além destas lutas, o show também tem dois grandes confrontos confirmados. Ronda Rousey defende seu título dos galos contra Cat Zingano e Antonio Pezão mede forças diante do americano Frank Mir.

Pezão

Depois ser nocauteado por Andre Arlovski em sua última luta, em Brasília, Antônio Pezão já tem seu próximo compromisso com o Ultimate definido. O brasileiro vai buscar a recuperação na organização contra Frank Mir, que também vem de revés. O confronto acontece também no UFC 184.

Pezão chegou a disputar o cinturão dos pesados em maio do ano passado. O brasileiro acabou nocauteado por Cain Velásquez no primeiro round. Na luta seguinte, ele empatou em duelo com Mark Hunt naquela que foi considerada por Dana White a maior luta de pesos pesados da história do UFC. Seu último compromisso foi contra Arlovski, em setembro, quando acabou nocauteado no primeiro assalto.

Mexida

A vitória histórica de José Aldo contra Chad Mendes, no último dia 25 de outubro, no Maracanãzinho, parece ter mexido com muita gente no mundo do MMA. Fora o público, profissionais e o presidente do evento Dana White, que declarou achar que o brasileiro com o resultado alcançou um “outro nível” na carreira, lutadores também reagiram ao triunfo que marcou a sétima defesa de título de Aldo. E o último a se pronunciar é um amigo de Mendes: TJ Dillashaw.

Atual campeão dos galos do UFC, Dillashaw falou em entrevista ao programa de rádio da sua academia, Team Alpha Male, que gostaria de enfrentar o rei da categoria dos penas.

“Quero muito enfrentar José Aldo, cara. Vou bater Aldo, quero lutar com ele. Eu o respeito, ele é um grande lutador”, declarou o dono do cinturão dos galos.

Publicidade
Publicidade