Publicidade
Esportes
Craque

Lutador amazonense de Coari participa de confronto principal de evento de MMA em TO

O confronto é um dos 17 previstos para o evento, que é considerado a principal vitrine do MMA no Brasil 11/09/2015 às 13:55
Show 1
Praia mora e treina no Rio de Janeiro, sob a supervisão dos irmãos Nogueira
paulo andré nunes/ manaus hoje ---

O lutador Rodrigo Praia, nascido na cidade de Coari e que faz parte da equipe Team Nogueira, pode conquistar o cinturão dos pesos galos amanhã, na cidade de Palmas-TO, no Jungle Fight 81. Ele, porém, vai enfrentar um desafio difícil: lutar contra o “dono da casa”, Maike Linhares, que representa a Constrictor Team.

O confronto é um dos 17 previstos para o evento, que é considerado a principal vitrine do MMA no Brasil.

Praia tem um total de dez vitórias contra uma derrota na carreira. Seu único algoz foi o também amazonense Dileno Lopes (hoje no UFC), pelo Samurai da Selva, em 2013.

Rodrigo passa por um dos grandes momentos da carreira, tendo quatro triunfos consecutivos. Em sua última luta, ele nocauteou no primeiro round o oponente Hugo Rocha pelo Jungle Fight 79, em julho deste ano. No corre-corre para perder peso, ele falou ao MANAUS HOJE que está preparado para fazer bonito no sábado. O competidor de 22 anos é só positividade.

“Minha expectativa é muito boa. Treinei bastante com a Team Nogueira e estou preparado pro que der e vier”, explicou o lutador, cria do projeto DGT, que é mantido na cidade de Coari pelo desportista Izaías Cunha e que revelou, entre outros nomes, atletas do potencial de Francisco de Assis, um dos outros destaques da Team Nogueira. “Não sei muita coisa do meu adversário, mas já vi algumas lutas dele junto com meus professores. Estudamos legal o jogo dele e já tenho a estratégia montada. Estou só esperando chegar o dia da luta para dar um grande show”, ressalta Rodrigo Praia.

O lutador aproveita para deixar uma mensagem à torcida: “Minha mensagem para a galera amazonense é que vou com tudo, para dar o meu máximo e pegar esse cinturão pra gente. Estou preparado, focado e pode ter certeza que o cinturão é nosso. Quero levá-lo para o Amazonas e minha cidade Coari”.

Publicidade
Publicidade