Segunda-feira, 22 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Craque

Lutador amazonense de MMA coleciona vitórias nos EUA e se prepara para chegar ao UFC

O lutador amazonense Guilherme Farias da Costa é o atual 5º colocado do ranking dos pesos leves do South Texas Fighting Championship (STFC)


10/04/2015 às 17:19

Aos 23 anos de idade, o lutador amazonense Guilherme Farias da Costa é um verdadeiro fenômeno da Mixed Martial Arts (MMA) nos Estados Unidos. Na Terra do Tio Sam, mais precisamente no Texas e lutando também contra idioma, culturas e tradições diferentes, ele vem construindo há pouco mais de 1 ano, uma carreira que vem sendo marcada por vitórias e a consolidação cada vez maior de um sonho: o de chegar ao UFC.

Atual 5º colocado do ranking dos pesos leves do South Texas Fighting Championship (STFC), Farias está em Manaus após ter derrotado, no último dia 28, o experiente americano Edwynn Jones (que tem mais de 40 lutas profissionais) encaixando uma chave de panturrilha no oponente e vencendo a luta por finalização durante o STFC - Battle at the Beach. A vitória colocou o casca grossa na rota do título dos leves da franquia.

Guilherme luta no dia 12 de junho contra um adversário ainda a ser anunciado pela STFC (provavelmente da Espanha). Se vencer essa disputa, ele estará apto a enfrentar, em setembro, o campeão do cinturão da sua categoria: Luck Flores.

O South Texas Fighting Championship é uma das organizações que rivalizam com o Ultimate Fighting Championship, o UFC, que tem em suas fileiras alguns dos mais renomados lutadores do mundo, entre eles o peso pena amazonense José Aldo. 

“Vou dar o meu melhor, treinando duro, estou cansado, com várias lesões, mas nada disso vai me impedir pois estou lutando por um sonho e a uma luta de um cinturão internacional. Não importa o que aconteça: se eu cair 10 vezes vou levantar 11 e se Deus quiser vai dar tudo certo”, concluiu o aguerrido competidor, que já acumula 3 vitórias em grandes eventos nos EUA.

Na Terra do Tio Sam

Nos Estados Unidos, Guilherme não enfrentou apenas os adversários nos octógonos. Além deles, o amazonense também teve que conviver com as dificuldades naturais do clima, idioma, adaptação aos costumes norte-americanos e, claro, a saudade da família.

“Não foi fácil no início, principalmente por me distanciar da família e da faculdade de Educação Física da qual eu fazia. Mas estou em busca de um sonho que é chegar ao UFC, estou focado, e disposto a vencer”, disse ele.

Guilherme Farias chegou ao EUA em janeiro do ano passado, após receber convite do também amazonense Carlos Diego Ferreira, que é lutador do UFC, para ser professor de muay thai em sua academia no Texas.

publicidade
publicidade
Ex-Flamengo, Junior Baiano fala sobre o atual momento do rubro-negro carioca
Aos 22 anos, jogador de futsal amazonense conquista título na Suíça
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.