Quarta-feira, 29 de Janeiro de 2020
MMA

Lutador amazonense no UFC, Adriano Martins voltará aos treinos em março

Após três meses parado por conta de uma cirurgia no joelho, lutador voltará a treinar em busca de subir no ranking



09nov2013-adriano-martins-comemora-apos-vencer-por-finalizacao-daron-cruickshank-no-ufc-goiania-em-sua-estreia-na-organizacao-1384045977282_956x500.jpg Adriano Martins voltará a treinar no mês de março (Divulgação/UFC)
25/02/2016 às 18:37

Depois de três meses longe do octógono, por conta de uma cirurgia no joelho, o lutador amazonense Adriano Martins já tem data marcada para voltar aos treinos. O peso leve do UFC iniciará em março a busca pela meta deste ano: lutar no mínimo três vezes e se ranquear entre os 10 melhores da categoria.

carteira de identidade



Atualmente morando na Flórida, nos EUA, Martins vem de uma vitória avassaladora em cima do russo Islam Makhachev, no card preliminar do UFC 192, que ocorreu em outubro do ano passado. Foi sua terceira vitória consecutiva no Ultimate e a 28ª na carreira.

A intervenção cirúrgica, segundo o lutador que tem apoio da Equador Petróleo, foi motivada por uma lesão que cultivava desde o início de 2015. “A operação foi feita em novembro pelo médico Gelb Howard, ortopedista especializado em medicina esportiva e artroscopia. A lesão estava incomodando desde o começo do ano e me impossibilitava de fazer alguns movimentos. Mas graças a Deus deu tudo certo!”, afirmou.

O amazonense tem utilizado seus dias intercalando entre sessões de fisioterapia e treinos leves de recuperação. A previsão é que a próxima luta ocorra entre maio e junho, e ele não esconde a ansiedade. “Tenho grandes planos para 2016 e estou me dedicando muito para voltar com força total. O objetivo é conseguir vencer lutadores bem ranqueados e entrar para o top 10 da categoria”, concluiu.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.