Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019
COM TODO GÁS

Lutador de MMA coariense está na mira do UFC

Formado na academia Renovação Coari Team (RCT), o coariense Herbet ‘Matagal’ Batista, 28, tem sido desbravador além “Terra do Gás Natural”, superando obstáculos  e conquistando títulos dentro do octógonos.



MATAGAL_E07B9A53-639F-4512-B80C-E1E345CA6A83.JPG Foto: Arquivo Pessoal/Instagram
01/12/2019 às 12:48

Dono do cinturão do “Taura MMA” na categoria peso leve, após vencer combate no último dia 25 de novembro, em Porto Alegre (RS), o lutador entrou no radar da maior organização de lutas do planeta, o UFC (Ultimate Fighting Championship).

“Depois que eu conquistei esse cinturão, foi tipo um feito pra mim, porque sempre tive esse sonho de conquistar um cinturão de evento ao vivo com transmissão pra vários países. E hoje, consegui realizar esse sonho, e acredito que chegar no UFC ou qualquer evento grande, já esteja próximo, porque depois dessa luta, eu dei um grande passo. Agora estou no aguardo, até porque não tenho luta marcada nesse momento”, disse Matagal.



Especialista nas artes marciais de capoeira, boxe, muai thay e jiu jitsu, Herbert Matagal, vive momento especial na carreira. O atleta revelou  nunca imaginar chegar ao atual patamar no mundo do MMA.

“Quando eu fiz minha primeira luta eu gostei, e estou até agora nesse mundo. É uma coisa boa, me apaixonei, sempre gostei de esportes, mas na quando lutei a primeira vez gostei muito. E nunca imaginei chegar a esse patamar quando comecei a lutar, e as coisas foram acontecendo. Fui treinando, me especializando, exigindo muito mais de mim, sempre pegando adversários duros, pra chegar onde eu estou hoje”, ponderou o  coariense.

Foto: Arquivo Pessoal/Instagram

Inspiração

Com cartel de 18 lutas, sendo 15 vitórias, duas derrotas e um empate, Herbert Matagal está a nove anos no mundo do MMA. Lutador polivalente, o coariense  revelou que se inspirou  no irmão mais novo, Herderson ‘Capoeira’ Batista, de 27 anos, para começar a entrar nos  octógonos mundo à fora. 

“Meu irmão, Herdeson Capoeira, começou a lutar primeiro que eu. Quando eu vi ele lutando, aquilo me incetivou. Um  certo dia, conversando com ele, comentei sobre a possibilidade  de  dois irmãos do interior, que carregavam caixa na beira (porto de Coari) pra ajudar dentro de casa. De que   nós iríamos chegar a ser reconhecidos no Brasil e fora dele”, explicou Matagal, falando do sucesso dos irmãos Batista no concorrido mundo do MMA.

Gratidão

Praticante de MMA desde os 19 anos, Matagal foi “adotado” por duas pessoas importantes na sua jornada no esporte, e cheio de gratidão expressou o sentimentos pelo casal e pais da Renovação Coari Team, Isaías Cunha e Alessandra Alves.

“Queria agradecer ao seu Isaías Cunha que não mede esforços a me ajudar, a ajudar meus amigos de academia. É um cara que não cobra nenhum centavo, nosso projeto é social. E tenho  admiração muito por ele e pela dona Alessandra, que  são como meu segundo pai e segunda mãe. Eles são os pilares que sustentam nossa academia, e graças a eles nós chegamos onde estamos hoje em dia”, concluiu Matagal.

News 48367672 1136721996505445 2342939255929569280 n 2dad860c 0057 4e2e b7f5 f53181960f2f
Repórter do Craque
Jornalista formado na Ufam, campus de Parintins. Estudante de pós-graduação em jornalismo esportivo na Universidade Estácio de Sá. Repórter do Caderno de Esporte ‘Craque’ de A Crítica desde novembro de 2018.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.