PELADÃO

Mais de 110 times garantem vaga no Peladão 2020 nas primeiras horas de registro

Dois campeões já estão garantidos após período de inscrições ser aberto na segunda-feira (10). São 90 times assegurados na categoria Principal

Leonardo Sena
12/08/2020 às 00:06.
Atualizado em 10/03/2022 às 06:15

(Foto: Arquivo AC)

O maior campeonato de peladas do mundo promete ser sucesso mais uma vez. Pouco mais de 24 horas depois do período de inscrições ser aberto - de maneira virtual em decorrência da pandemia do novo coronavírus -, a direção do Peladão já registrou 112 inscrições: até o momento, são 90 times da categorias Principal, nove do Máster, seis no Feminino e sete no Peladinho. Números foram obtidos até as 15h40 de terça-feira (11).

Dentre os times que estão garantidos na edição de número 48 do Peladão, dois foram campeões na temporada passada: o Amigos da Betânia EC, na categoria Principal, e o Guerreirinhos/EBS/Grafan, na categoria Peladinho. Ambas as equipes entram como favoritas para a conquista do título em 2020.

O campeonato está previsto para iniciar no dia 5 de setembro, seguindo a mesma fórmula das edições anteriores.

Pressa por jogo

Ontem, também foi possível conhecer quais foram as primeiras equipes, de cada categoria, a garantirem a vaga no Peladão 2020. Se no Principal, Máster e Peladinho os apressados foram Vila Mamão, Caça Barca e EC Laranjeiras, respectivamente, o Grêmio Parque 10, no Feminino, tomou a dianteira.

“Estava em casa, no sábado, e já inscrevi o time. Queremos ter 18 a 20 atletas na primeira fase, adquirindo mais jogadoras no mata-mata. Renovamos com 80% das jogadoras do ano passado, onde disputamos a final. Também pegamos duas jogadoras importantes do Manaus Moderna (campeão do Feminino em 2019)”, detalhou Bruno Sabóia, presidente da equipe Grêmio Parque 10.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por