Publicidade
Esportes
Craque

Mais um ‘piti’ do Ganso: meia do São Paulo reclama de substituição e irrita diretoria tricolor

Camisa 10 do Morumbi foi sacado do time aos 40 minutos do segundo tempo e saiu de campo visivelmente irritado com a decisão do técnico Edgardo Bauza. Dirigentes do Tricolor não gostou da reação do jogador  11/02/2016 às 11:34
Show 1
Ganso não gostou de ser substituído.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Eram jogados 40 minutos do segundo tempo e o São Paulo amargava um empate perigoso com a modesta equipe do César Vallejo nesta quarta-feira (10). Foi quando o técnico Edgardo Bauza decidiu sacar o meia Paulo Henrique Ganso e colocar em campo o atacante Rogério. Decisão perfeita, mas não para o camisa 10 do Tricolor que deixou o campo “cuspindo maribondos”. Melhor pro time do Morumbi, que venceu o jogo e com gol do suplente.

Ganso gesticulou ao ver que estava sendo chamado para o banco de reservas e deixou o gramado contrariado. Após o término da partida, o jogador minimizou a reclamação e disse que Bauza entendeu o desejo de seguir em campo que ele manifestou no gramado. “Faltavam só cinco minutos. Falei que queria continuar jogando” disse o meia.


“Nenhum jogador gosta de sair, mas eu falei numa boa com o Patón”, afirmou o jogador, que disse ter se desculpado com o técnico argentino. Vale lembrar que Ganso é reincidente no caso. Quando atuava pelo Santos, o jogador se recusou a acatar a ordem de Dorival Júnior para deixar o gramado na final do Campeonato Paulista de 2010, contra o Santo André, e seguiu em campo até o final do confronto vencido pelo Peixe.

O episódio deixou a diretoria do Tricolor irritada e nos bastidores do Morumbi a movimentação contra a atitude do jogador foi mal recebida. Ganso ainda lembrou que o empate persistia por conta da trave.

“O empate aconteceu devido à trave. Ela acabou nos segurando um pouco. Foi o pênalti do Michel Bastos, o Calleri e o Hudson. Poderia ter sido um placar melhor”, afirmou o meia. Com a vitória o São Paulo está na fase de grupos da Copa Libertadores. O primeiro jogo será na próxima quarta-feira (17), contra o boliviano The Strongest, no Pacaembu.


Publicidade
Publicidade