Publicidade
Esportes
Craque

Manaus, a sede mais inesquecível da 'Copa das Copas'

A capital amazonense recebeu quatro jogos do Mundial da Fifa que ficarão marcados na memória do torcedor pela eternidade. A cidade manauara, que se tornou o palco de festas, foi considerada a mais hospitaleira de todas as sedes da Copa   28/12/2014 às 13:29
Show 1
Manaus foi a sede das sedes, na Copa das Copas.
Paulo André Nunes Manaus (AM)

O ano de 2014 vai ficar para sempre na memória dos amazonenses. A temporada esportiva no Estado teve como seu ápice nada menos que a realização de quatro partidas da Copa do Mundo em Manaus. Pela primeira vez na história o Amazonas recebeu toda a efervescência de oito das grandes seleções do Planeta e o frisson causado por alguns dos maiores craques do futebol na atualidade.

Apesar das obras estruturais que não saíram do papel - como os prometidos investimentos em um novo e eficaz sistema de transporte para o tumultuado trânsito da capital - Manaus foi elogiada pela Fifa como uma das melhores capitais da primeira fase do Mundial.


E mais: em meio a problemas de obras em outros estádios, faltou pouco para a Arena da Amazônia receber uma quinta partida da competição internacional.

O primeiro jogo de Copa em Manaus foi de arrasar. Foi um jogo para irriquietos jogadores como Balotelli: o polêmico atacante deu a vitória por 2 a 1 para a Itália sobre a Inglaterra do craque Wayne Rooney em plena Arena recebendo mais de 40 mil torcedores no dia 14 de junho. Inacreditável: um dos maiores clássicos do mundo sendo disputado no calor e umidade amazônicos. Foi real. Quatro dias depois, no dia 18, a Croácia do atacante Mandzukic sapecou 4 a 0 em Camarões de Eto’o - que não jogou por estar contundido.


Em 22 de junho, um jogo crucial principalmente para a segurança: Estados Unidos, de Dempsey, contra nada menos que Portugal de Cristiano Ronaldo, o melhor jogador do mundo na atualidade. É fato: ele estava entre nós. Final: 2 a 2. E a Arena aprovada em mais um grande teste. Três dias depois (25), a Suíça fez 3 a 0 na frágil Honduras com um show de Shaqiri, que fez todos os gols da sua seleção.

Fim de festa. Ficaram as lembranças que voltam sempre que vemos a vinheta de animação da Fifa com o garoto que projeta, em seus sonhos, a Copa no Brasil. E, em meio à cativante música, e ao seu sonho, a Arena da Amazônia está lá, imponente. E esperando por novos espetáculos do futebol!



Publicidade
Publicidade