Publicidade
Esportes
SEMIFINAL DO BAREZÃO

Manaus aproveita jogo aéreo e vence Fast em jogo marcado por clima quente

O Gavião venceu pelo placar de 2 a 0 nesta quarta-feira (24), no estádio Carlos Zamith 24/05/2017 às 22:27 - Atualizado em 24/05/2017 às 23:47
Show amanaus0111
(Foto: Antonio Lima)
Valter Cardoso Manaus

Na segunda partida da semifinal desta quarta-feira (24), o Manaus deu um passo importante rumo à semifinal do Barezão. O time venceu o Fast por 2 a 0, no estádio Carlos Zamith, na Zona Leste de Manaus, e carrega a vantagem de poder perder por um gol de diferença no jogo da volta, na próxima quinta-feira (01).

Comandado pelo experiente Aderbal Lana, o Gavião foi cirúrgico na partida e em duas jogadas de bola parada definiu o placar. No primeiro tempo com Hamilton e no segundo com Binho, ambos de cabeça. O Fast teve ainda duas expulsões, Augusto e Thiago Brandão, que serão desfalques para o jogo de volta. Tiago Amazonense, do Manaus, também recebeu cartão vermelho e é baixa para a segunda partida.

O jogo também foi marcado por uma confusão generalizada que paralisou a partida por mais de 10 minutos.

Além da vantagem no placar, o Manaus conta também com vantagem no calendário. Enquanto o Gavião tem a semana livre para se preparar para a partida decisiva, o Fast joga no domingo (28), pela Série D, contra o São Raimundo-PA.

O jogo
Aos 8 minutos, o primeiro chute a gol da partida. Após erro na saída de bola do Fast, Netinho avançou e finalizou de longe, sem assustar o goleiro Maik Douglas.

Susto mesmo tomou o goleiro do Manaus, Jonathan, aos 15. Em cobrança de escanteio, Railson quase surpreendeu o goleiro em batida fechada, mas parou em grande defesa. Na sequência, em outra batida do corner, a bola viajou pela área e Augusto, sozinho, cabeceou firme para outra grande defesa Jonathan.

Na metade da primeira etapa, o jogo ficou mais concentrado na faixa central do campo. O Manaus chegou a ter mais posse de bola e buscava as laterais do campo para buscar levantar a bola na grande área e buscar o gol de cabeça, principalmente com Hamilton.

O goleiro do Gavião voltou a brilhar aos 27 minutos. Em jogada de velocidade, Léo Guerreiro recebeu bola alta, mas não conseguiu finalizar de cabeça. Na sobra, William Sarô pegou a bola máscara na risca da pequena área e parou em grande defesa de Jonathan.

O Manaus só voltou a assustar com 35 minutos de partida. Hamilton fez bela jogada de povo e encontrou Negueba livre. O lateral bateu forte e a bola passou perto da trave esquerda do gol do Fast. O Rolo Compressor deu o troco em seguida em finalização de longe, quando William Sarô soltou um foguete de fora da área e Jonathan, mais uma vez, mandou para escanteio. Enquanto isso, o goleiro Maik Douglas só foi acionado aos 45 minutos, em finalização forte de Hamilton, quando o goleiro jogou a bola para escanteio.

 No lance seguinte, o goleiro apenas observou a bola entrar após cobrança de escanteio quando Hamilton desviou de leve a bola, que entrou no canto do gol para abrir o placar para o Manaus.

A jogada de bola aérea, que funcionou no primeiro tempo, voltou a dar certo no segundo. Logo aos 5 minutos da segunda etapa, em falta cobrada por Netinho, Binho subiu mais que a zaga do Fast e, de costas, colocou a bola no fundo das redes para ampliar o placar.

O Rolo Compressor quase descontou dois minutos depois, em bela jogada de  Cassiano, mas Jonathan mais uma vez salvou o Manaus. Na sequência, outro milagre do goleiro do Gavião. Em cobrança de escanteio, Bianor subiu sozinho e novamente parou nas mãos de Jonathan.

Com 11 minutos, a situação ficou ainda mais complicada para o Tricolor de Aço. Augusto fez falta dura no meio de campo, recebeu o segundo amarelo e foi expulso do jogo.

A partir daí o jogo esquentou. Faltas duras e discussões passaram a chamar mais atenção do que as finalizações. Aos 37 minutos, uma confusão iniciou após a expulsão de Thiago Brandão, do Fast, e a partida ficou paralisada por cerca de 15 minutos.

Mesmo com dois jogadores a menos, o Rolo Compressor conseguiu pressionar o adversário na fase final da partida, mas não balançou as redes.

Nos minutos finais, Tiago Amazonense, do Manaus, foi expulso e também vai desfalcar o time no jogo de volta da semifinal do Amazonense.

Publicidade
Publicidade