Publicidade
Esportes
Finalmente os 3 pontos!

Manaus desencanta, vence primeira e se aproxima do G4 no Amazonense

O Manaus vinha de dois empates e duas derrotas até a quinta rodada. 14/09/2016 às 23:57
Show 59db2987 de95 4cbb a974 bc9d87976a91
O gol de cabeça de Eder abriu o placar e deu tranquilidade ao Manaus no jogo. (Foto: Evandro Seixas)
Valter Cardoso Manaus-AM

Foram necessários quatro partidas, com empates heróicos e derrotas amargas, até que o Manaus pudesse comemorar a primeira vitória no Barezão. 

Ao fim dos 90 minutos, a comemoração dava a tônica da importância do resultado. Os jogadores davam as mãos e se abraçavam pela conquista dos três pontos.

“O sentimento é gostoso. Demorou essa vitória porque a gente vinha apresentando um bom futebol nessas quatro primeiras rodadas”, desabafou o técnico Igor Cearense, após o apito final. O treinador destacou também que estudou a equipe adversária e se propôs a organizar uma equipe mais ofensiva.

Do outro lado, o Rio Negro teve mais uma atuação apagada e não conseguiu demonstrar um futebol que justificasse melhor sorte na partida. 

“Foi um resultado normal, são duas equipes que se equivalem. Eu tenho perdido muitos jogos no segundo tempo, os jogadores cansam”, analisou Aderbal Lana, citando o pequeno número de atletas no plantel.

Com o resultado, o Manaus sobe para a quinta posição, ultrapassando o Rio Negro, e empatando com o São Raimundo com cinco pontos, mas o Tufão fica no G4 por conta do saldo de gols.


O primeiro tempo foi fraco tecnicamente. No segundo tempo, os times voltaram com mais movimentações. As jogadas de velocidade passaram a ter espaço e o jogo ficou mais aberto. Aos 17 minutos, Eder aproveitou cruzamento de Baé, da faixa esquerda, se antecipou a zaga e garantiu a vantagem do Manaus.

Após o gol, os times passaram a buscar mais o jogo, mas não criavam tantas chances claras de gol. Conforme o tempo passava, o Rio Negro se postava mais ofensivamente para buscar o empate. Em uma das investidas, o time acabou sofrendo justamente com o contra-ataque. Em um lance de desatenção da zaga do Galo e de habilidade de Binho, o atacante arrancou da intermediária, com direito a um belo drible de corpo, avançou até a grande área e finalizou no canto do olheiro Pablo, fazendo 2 a 0. 

Publicidade
Publicidade