Quarta-feira, 21 de Abril de 2021
ELIMINADO

Manaus é goleado pelo Bahia e se despede da Copa do Brasil

Com o 4 a 1 sofrido em Salvador, o Gavião do Norte é eliminado na 2ª fase da competição nacional



IMG-20210407-WA0024_4E03543C-2078-45BA-BE60-20D17E028F0E.jpg Ismael Monteiro/MFC
07/04/2021 às 22:57

Em partida única, o Manaus foi goleado pelo Bahia por 4 a 1, na noite desta quarta-feira (7), no estádio Pituaçu, em Salvador, pela 2ª fase da Copa do Brasil.

O Tricolor Baiano abriu o placar com Rodriguinho no primeiro minuto de partida, ampliou aos 9 com Thaciano e fez mais dois no segundo tempo com o zagueiro Conti e o atacante Rossi. O gol de honra do Gavião do Norte foi marcado pelo artilheiro Vanilson, que encerrou sua participação na Copa do Brasil com quatro gols em dois jogos.

Para a 3ª fase, o Bahia irá aguardar a realização do sorteio para conhecer seu próximo adversário. Já o Manaus volta as suas atenções para o Barezão, quando no próximo domingo (11), às 15h30, encara a equipe do Nacional, no estádio Carlos Zamith, pela 8ª rodada do certame.

Primeiro tempo

Logo no primeiro minuto da partida, o Tricolor Baiano conseguiu abrir o placar em Salvador. Matheus Bahia recebeu pelo lado esquerdo, cruzou no primeiro pau para Rodriguinho, que livre, escorou com a perna direita e venceu o goleiro Rafael Pitanga.



Com o resultado adverso e tentando colocar a cabeça no lugar, o Manaus quase conseguiu chegar ao empate aos 5 minutos. Edvan invadiu a área pelo lado direito, cruzou rasteiro, a bola sobrou para Gabriel Davis na entrada da área, que chutou forte, cruzado, mas Douglas Friedrich fez grande defesa.

E quando o Manaus parecia se encontrar no início da partida, aconteceu outro baque. Após jogada que terminou com Gilberto recebendo na grande área, o centroavante girou pra cima de Vinicius Barba, tocou para Thaciano na meia lua, que chutou forte no canto direito de Rafael para ampliar o marcador aos 9 da etapa inicial.

O detalhe desse gol é que o meia marcou na sua estreia no time titular da equipe baiana. Após marcar o segundo, o Bahia passou a administrar o jogo no meio-campo e apostar nos erros de saída de bola do Manaus que, por outro lado, tentava surpreender nos contragolpes.

Aos 23, em um desses contra-ataques, com bola da direita para a esquerda, Vanilson tocou na corrida para Gabriel Davis, que por trás do lateral Nino Paraíba, ficou de frente com o goleiro Douglas, mas acabou finalizando em cima do arqueiro e a bola foi para a linha de fundo.

Na sequência, com um principio de abafa, o Gavião do Norte teve a chance de diminuir quando o escanteio foi cobrado para a grande área, a defesa Tricolor não conseguiu tirar corretamente, a bola sobrou para Gabriel Davis chutar, mas acabou sendo mascado, o que facilitou a defesa tirar o perigo na segunda tentativa.

No momento em que o time da casa desacelerava o ritmo, o Manaus chegou gol. O lateral Edvan roubou de Nino Paraíba na saída de bola, conduziu para a entrada da área, tocou para Vanilson que, ampliou para Gilson no lado direito, o volante cruzou rasteiro para próprio centroavante, que se projetou com eficiência e, sem marcação, completou para o fundo das redes.

Segundo tempo

Buscando não correr risco com a diferença mínima no placar, a equipe da casa partiu ao ataque em busca do terceiro gol. Aos 4, após cobrança de escanteio, Conti subiu pelas costas de Márcio Passos e testou para o gol, aumentando o marcador para o Bahia. Ao 7, Thaciano recebeu por trás da defesa, ficou de frente com Rafael, mas o arqueiro fechou com qualidade e tirou com a ponta do pé, evitando o quarto gol do Bahia.

Impondo uma verdadeira blitz, aos 8, Gilberto conduziu pelo lado esquerdo, pedalou para cima de Luis Fernando e chutou cruzado, a bola passou rente ao gol e quase Rodriguinho conseguiu alcançar ao se atirar na área.

E de tanto insistir, a equipe do técnico Dado Cavalcanti chegou ao quarto gol. Patrick apareceu pelo lado esquerdo, cruzou rasteiro para Rossi, que de frente para o ‘crime’, ´só teve o trabalho de empurrar para as redes. Com um placar mais folgado, o Bahia ficou mais confortável no resultado e acabou oferecendo chances para o Manaus.

Aos 17, após cobrança de escanteio, Diego Rosa antecipou aos zagueiros do Bahia, testou com força, mas Douglas estava atento para evitar a lei do ex no Pituaçu.

Aos 19, tentando ao menos diminuir o placar, o Manaus perdeu um gol incrível. Erivelton cruzou pelo lado direito, Vanilson completamente sozinho dentro da área, cabeceou para baixo, o quique da bola foi muito forte e subiu por cima do gol. E o centroavante do Gavião ainda perdeu mais uma oportunidade.

Aos 22, Vanilson recebeu na grande área com lançamento vindo desta vez pelo lado esquerdo, colocou o peito, mas a bola foi para a linha de fundo. Perto dos 30 minutos, Guilherme Amorim apareceu como elemento surpresa dentro da área, chutou forte, mas Douglas - em noite iluminada - fez nova grande defesa, afastando o perigo.

Para fechar o arsenal de oportunidades perdidas do Manaus, aos 31, Diego Rosa cruzou com muito veneno, a bola pegou curva na direção do gol, bateu no travessão e foi para a grande área, Douglas Lima tentou aproveitar quase da marca do pênalti, mas o seu xará do Nordeste voltou a fazer grande defesa, evitando o segundo gol do esmeraldino.

Antes do árbitro apitar o final da partida, Matheus Bahia ainda teve a chance do quinto, quando recebeu passe de letra para a entrada da área, chutou com a perna esquerda, mas a bola saiu por cima do gol.

FICHA TÉCNICA

Bahia 4 x 1 Manaus (2ª rodada da Copa do Brasil)
Local: Pituaçu (Salvador-BA)
Data: 7 de abril de 2021, quarta-feira
Horário: 20h30

Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Gols: Rodriguinho (1’, 1ºT), Thaciano (9’, 1ºT), Conti (4’, 2ºT) e Rossi (14’, 2ºT) - (ECB); Vanilson (35’, 1ºT) - (MFC)
Cartões amarelos: Gabriel Davis e Diego Rosa - (MFC); Matheus Bahia - (ECB)
Cartão vermelho:

Bahia: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Thaciano (Edson) e Daniel (Matheus Galdezani); Rossi (Juninho Capixaba), Rodriguinho (Alesson) e Gilberto (Gabriel Novaes)
Técnico: Dado Cavalcanti

Manaus: Rafael; Edvan (Guilherme Amorim), Luis Fernando, Márcio Passos e Douglas Lima (Jack Chan); Vinicius Barba, Gilson Alves (Assis) e Gabriel Davis; Erivelton, Diego Rosa e Vanilson
Técnico: Luizinho Lopes

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.