Segunda-feira, 17 de Maio de 2021
FUTEBOL

Manaus encaminha classificação para a semifinal do Barezão

No Floro de Mendonça, Gavião não tomou conhecimento do JC e venceu por 2 a 0, pelo jogo de ida das quartas de final



176463702_10225896934874543_2112069593414249505_n_F3BE506D-0FD7-4593-98F8-C9384813C1C0.jpg Foto: Deyvid Jhonatan
21/04/2021 às 18:16

Confirmando o favoritismo, o Manaus foi até Itacoatiara e venceu o JC, no Floro de Mendonça, por 2 a 0, pela partida de ida das quartas de final do Barezão 2021. Os gols foram marcados por Erivelton, aos 30 do primeiro tempo, e Luis Fernando, aos 48 da etapa final.

Com o resultado, o Gavião do Norte pode até perder por 2 gols de diferença no jogo de volta que, mesmo assim, avança à semifinal. Manaus e JC voltam a se enfrentar no sábado (24), às 16h05, na Colina e com transmissão ao vivo da TV A Crítica.

Manaus cria oportunidades
Logo no primeiro minuto de partida, Erivelton quase marca um golaço de voleio na grande área, mas Ferrari operou milagre, espalmando a bola com a mão direita.

O jogo prosseguiu com o JC arriscando finalizações de fora da área, mas sem assustar o goleiro Gleibson. Já o Manaus apresentava mais qualidade e, aos 25 minutos, quase chegou ao gol. Gilson Alves deixou de calcanhar para Anderson Paraíba - estreante do dia - e o meia-atacante tocou para Edvan. O lateral-direito - avançando em diagonal pela direita da grande área - finalizou com força, mas apenas carimbou o travessão.

Aos 30, finalmente a rede balançou. Assis avançou pela esquerda e cruzou próximo da pequena área do goleiro Ferrari. Erivelton, de primeira, chutou e marcou 1 a 0 para o Manaus. Aos 35, o Gavião novamente balançou as redes, mas o gol de Diego Rosa - de cabeça - foi corretamente anulado pela arbitragem, por conta de impedimento do camisa 7.

Aos 39, Gabriel Davis cobrou falta, a bola resvalou na cabeça da marcação e se ofereceu para Assis, mas o lateral-esquerdo do Manaus mandou a bola para longe, isolando na pequena área. E no último lance de perigo do primeiro tempo, mais um gol perdido. Edvan, aos 45, subiu novamente em diagonal pela direita da grande área e, de frente para Ferrari, buscou o canto do arqueiro, mas mandou para fora.

*Pressão continua*
Com exceção da saída de João Marcos para a entra de José Gomes, no JC, aos 36 do primeiro tempo, as equipes iniciaram o segundo tempo sem alterações. Em campo, os times também seguiam do mesmo jeito, com o JC arriscando chutes de fora da área. E, mesmo quando Jeferson Negueba esteve na grande área, aos 4 minutos do segundo tempo, o camisa 10 do Tigre isolou.

O Manaus também resolveu utilizar da mesma arma do adversário, quando aos 14 minutos, Vinicius Barba chutou duas vezes de fora da área e, em ambas as chances, a bola foi rebatida por Ferrari.

Na melhor chance do JC no jogo, a rede chegou a balançar, mas sem alterar o placar. José Gomes avançou pela direita, cruzou e Diego Victor cabeceou. Porém, a bola do camisa 11 passou um pouco acima do travessão, batendo na parte se fora da rede de Gleibson.

Depois disso, o Gavião dominou completamente o jogo. Foram várias finalizações e chances criadas, mas todas pararam nas mãos de Ferrari, que impedia a todo custo uma derrota por placar elástico. Mas já nos acréscimos, veio o segundo gol esmeraldino.

Aos 48, Gabriel Davis cobrou escanteio pelo lado direito de ataque. Livre de marcação, Luis Fernando, camisa 4 do Gavião, subiu mais que a defesa adversária e cabeceou a bola no canto esquerdo de Ferrari, fazendo 2 a 0 e dando números finais ao jog




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.