Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
Manaus_FC_06D1CD8E-D291-46C0-96EE-0F83F0577F60.jpg
publicidade
publicidade

‘Batalha dos Verdões’

Manaus e Iranduba abrem as semifinais do returno do Barezão neste sábado (6)

Na história do confronto, clubes se enfrentaram 5 vezes, sendo 4 vitórias do Gavião e uma do Hulk. Duelo reúne personagens que já vestiram a camisa do adversário


06/04/2019 às 07:30

Depois de sete anos, o Iranduba da Amazônia volta a disputar uma semifinal de turno do Barezão. Para poder repetir o feito de 2012, em que chegou a decisão, o Hulk precisará superar o atual bicampeão do Estadual, o Manaus FC, neste sábado (6), às 15h, na Colina.

O “Duelo dos Verdões” nesta semifinal reúne dois personagens que já vestiram a camisa do adversário: o volante do Gavião do Norte, Derlan, e o comandante do Hulk, João Carlos Cavalo.

O defensor do Gavião jogou na equipe Irandubense em 2012, onde era titular na equipe que fez a melhor campanha do Barezão da história do clube. Derlan lembra com carinho da passagem pelo clube, mas enfatiza que hoje quer ajudar o Manaus a conquistar o tricampeonato.

“Eu tive a felicidade de poder passar pelo Iranduba em 2012. Tínhamos uma boa equipe na época, mas não conseguimos sair campeões. Lembro quando jogamos a semi, contra o São Raimundo, no Sesi, em que Iranduba parou para nos apoiar, isso me fez ter um carinho pelo clube ”, lembrou o volante.

publicidade

“Mas hoje estou no Manaus. Respeito o Iranduba, mas irei entrar em campo para ajudar meus companheiros a conquistar mais uma vitória. Temos ótimos jogadores ofesivos, como o Hamilton, que sempre é decisivo. Por isso, estamos confiantes na classificação pra a final”, concluiu o jogador. 

No histórico do confronto de Manaus e Iranduba foram cinco jogos, com vantagem larga para o Gavião do Norte, que venceu quatro partidas, enquanto o Hulk venceu apenas uma vez, em 2015. Para quebrar esse tabu de quatro anos, o técnico João Carlos Cavalo contará com as informações que tem do ex-time, além de reforços na equipe titular.

“No nosso último confronto, o Manaus venceu por apenas um gol. Isso se deu pelas informações que tinha dos jogadores, mas principamente pela aplicação dos nossos atletas em campo. Esta partida será o nosso melhor jogo, minha equipe está mais leve, o peso do rebaixamento já foi embora. Então vamos entrar com o foco na vitória”, disse o treinador.

Responsável pela criação da jogada que terminou no gol da salvação do rebaixamento e classificação para a semifinal, o meia Caique começa jogando contra o Manaus. “Ele teve uma ótima atuação na última partida e nos treinamentos. Acho justo dar a oportunidade para quem está fazendo a diferença dentro de campo”, explicou Cavalo.

publicidade
publicidade
Manaus vence Fast por 2 a 0 e sai na frente na decisão do Barezão 2019
Ingresso para jogo entre Vasco e Corinthians em Manaus vai custar R$ 80
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.