Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
Série A do Campeonato Amazonense

Manaus FC vence por goleada e garante vaga na Série A do Amazonense

Com um placar de 7 a 2 sobre o Nacional Borbense, o Manaus FC vence o 1º turno da série B do Amazonense



1.jpg Manaus FC vence 1º turno da série B do Amazonense e garante vaga na elite do futebol local
23/09/2013 às 08:18

O Manaus FC goleou por 7 a 2 o Nacional Borbense na tarde do último sábado (21) no estádio Roberto Simonsen e conquistou o título do primeiro turno da Série B do Campeonato Amazonense 2013, além do acesso à primeira divisão do Estadual em 2014. Agora, as equipes do CDC Manicoré e o Naça de Borba vão brigar pela última vaga no segundo turno da competição. Garantido na elite do futebol amazonense, o presidente do Gavião do Norte, Luís Mitoso, já tem planos ousados para o ano que vem. A meta é montar uma equipe competitiva para vencer o Estadual e garantir uma vaga na Copa do Brasil de 2015.

A partida começou equilibrada. Com melhor toque de bola, o Manaus chegava com facilidade na meta defendida pelo goleiro Rodenilson do Nacional Borbense, que respondia nos contra-ataques. Depois de perder pelo menos quatro oportunidades claras de gol, o Manaus abriu o placar aos 39 minutos com o atacante Kitó, que passou por dois defensores do time de Borba e tocou para o fundo das redes. O gol assustou os visitantes. Kitó novamente fez grande jogada pela direita e cruzou na medida para Neto empurrar para as redes, ampliando a vantagem para 2 a 0, placar do primeiro tempo.



 Enxurrada de gols

Em desvantagem no marcador, O Nacional voltou mais ofensivo, mas deixou a defesa aberta para os contra-ataques do Manaus. Aos 12 minutos, o zagueiro Mondragon deu uma de atacante e entrou driblando na área e fez 3 a 0 Manaus. O atacante Marinho, que tinha acabado de entrar no lugar de Vanilson, fez 4 a 0 aproveitando cruzamento  de Gró. Marinho tabelou com Lucas que, livre de marcação, escolheu o canto e bateu sem chances para o goleiro fazendo 5 a 0 Manaus. Aos 31, o lateral-direito Gró ampliou para a equipe da capital. Neto Ribeiro diminuiu para os visitantes deixando o placar 6 a 1. O gol animou o Naça que voltou a marcar com Simãozinho o seu segundo gol. Mas quando parecia que o placar não seria mais alterado, o atacante Kitó fez o seu segundo gol na partida, definindo a goleada.

Morgado quer mais

Aliviado depois da partida, o técnico do Manaus, Paulo Morgado, elogiou a postura de seus jogadores. “O primeiro objetivo já foi conquistado, que era o acesso para a Série A. Agora vamos trabalhar com mais tranquilidade para o segundo turno. Não me interessa somente vencer, subir de divisão ou ser campeão, quero dar qualidades técnicas a esse time”, afirmou.

Já o técnico do Nacional Borbense, Francisco Robson, o time sentiu o cansaço das 18 horas de viagem de barco de Borba (a 150 km da capital) até Manaus, mas garantiu que vai brigar pela segunda vaga ao acesso. “Queríamos pelo menos o empate aqui, mas não deu. O nosso time estranhou o gramado um pouco alto e o cansaço da viagem. Vamos tentar acertar em Borba para brigar pela segunda vaga”, disse Robson.

O atacante Kitó deixou o campo ovacionado pela torcida do Manaus. Ele disse que usou a velocidade uma das suas principias características para “desmontar” a zaga adversária. “É o meu forte a velocidade e fui feliz em marcar esses dois gols. Agora é pensar no segundo turno e em montar uma equipe ainda mais forte para brigar na Série A”.

Plano audacioso

Depois da goleada do Manaus e o acesso garantido para a primeira divisão do amazonense, o presidente Luís Mitoso tem planos audaciosos para o ano que vem. Ele disse que o Verdão da capital quer ser grande já na Série A e brigar pelo título para participar de uma competição nacional: a Copa do Brasil de 2015.

“A vaga já nos dá a alegria de participar da elite do futebol amazonense. Vamos manter a base desse time, que tem jogadores que passaram por grande clubes e vamos trazer reforços. Queremos um time competitivo para brigar pelo título do estadual do ano que vem. A trajetória que esperamos do Manaus é essa até chegar a uma competição nacional”, afirmou Mitoso.

Questionado sobre como será o confronto entre Manaus e Nacional no ano que vem, já que recentemente Mitoso foi vice-presidente do Naça da capital, o dirigente disse que o coração não vai ficar dividido.

“Agora sou verde, o  azul acabou. Sou Gavião do Norte, que é o meu clube. Tínhamos um ideal por fazer ali naquele clube (o Nacional); não foi dada a oportunidade e então nós, que gostamos de fazer futebol, investimos no Manaus Futebol Clube. A nossa média salarial é de R$ 1 mil e a folha está em torno de R$ 20 mil”, disse o presidente.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.