Publicidade
Esportes
ESCOLA

Em busca de talentos, Manaus ganha Centro de Treinamento de vôlei

Conhecida no cenário do voleibol baré, a professora Lilian Valente está à frente do centro de treinamento, que fica no Clube da Caixa 12/02/2019 às 02:57
Show ct lilian foto df1fd087 c9f3 4266 8e31 9481cd4f1e5d
Fotos: Antônio Lima/A crítica e divulgação
Jéssica Santos Manaus (AM)

“Eu sempre quis ter uma escolinha de voleibol... Desde o início. O nosso centro de treinamento é para descobrir talentos, para quem quiser jogar, se divertir, melhorar a qualidade de vida também, e para crianças ou adultos, porque hoje não existe mais essa teoria de que adulto não aprende mais, aprende sim, basta querer e ter uma pessoa para orientar”, explica a professora Lilian Valente, que trabalha com o vôlei amazonense há 36 anos, e acaba de realizar o seu sonho de ter uma escolinha sua, com o Centro de Treinamento Lilian Valente, que começou a funcionar nesta última semana, no Clube da Caixa (CCEF), na Avenida Efigênio Sales, atendendo atletas iniciantes e avançados. 

“Um local com orientação técnica para o vôlei, nós não tínhamos. Muitos jogadores se encontram para jogar, mas aula de vôlei praticamente não tinha fora das escolas particulares”, explica a técnica Lilian. 

A professora nunca teve a oportunidade de ter sua própria escola de vôlei porque desde muito cedo também trabalhou em escolas. “Quando eu ainda era jogadora, já gostava de ajudar minhas colegas, dando dicas de vôlei, ensinando, e ainda na faculdade consegui estágio no La Salle e, assim que me formei, fui contratada  - passei 20 anos da minha vida lá dando aulas para o feminino; depois fui para o ensino superior, para a Nilton Lins, onde acabei assumindo o time masculino, incluindo jogadores profissionais”, conta Lilian, que também atuou em escolas públicas e na escolinha de vôlei da Vila Olímpica.

 

“Lá, eu fazia um trabalho bem pequeno e as pessoas sempre me ligavam, me perguntavam onde tinha aula de vôlei, e eu sempre passava alunos para colegas, até que uma vez, passei por aqui (pelo Clube da Caixa), vi a quadra, e decidi abrir a CT porque tanta gente me procura, de todas as idades, então, decidi dar aulas para iniciantes, avançados, para realmente desenvolver o voleibol”, ressalta Lilian.

As aulas acontecem às terças e quintas, das 17h às 18h, para crianças de 8 a 12 anos; das 18h às 19h, dos 12 aos 16; e das 19h às 20h, dos 16 anos em diante. A matrícula é 150 reais, com camisa, e depois, a mensalidade será 120.


Atletas felizes

A novidade do Centro de Treinamento Lilian Valente tem chamado a atenção de crianças e adultos, que começam a integrar as turmas da professora, mas também tem sido uma alegria para seus alunos universitários e também para aqueles das antigas. Ramon Hitotuzi começou no vôlei aos 15 anos, na Nilton Lins e, desde que entrou na faculdade, vem treinando com a professora Lilian. No ano passado, Ramon jogou a Superliga B, em Uberlândia (MG); este ano, ele vai buscar um time do outro lado do mundo, no Japão, e ressalta a importância do CT da professora.

“É uma dificuldade encontrar um lugar para treinar com qualidade, e essa é a importância do CT dela; hoje ela abre espaço para o público geral ter um treino de qualidade e entrar na modalidade, porque até então não existia nenhum lugar para treinar, só as escolas”.

Alessander Santos jogava vôlei de várzea, sem passar por aulas, até que um amigo o levou para fazer um teste na Nilton Lins. “A professora gostou de me ver jogar, ganhei a bolsa, e ela corrigiu meu jogo, eu jogava como oposto e ela me colocou como ponteiro, para armar as jogadas, me treinou, e hoje, modéstia à parte, eu represento muito bem a instituição”, conta ele, que faz educação física, e seguirá os passos de Lilian. “Quero me aprofundar no treinamento esportivo, como ela, que consertou o meu jogo, me ensinou tudo, e tenho certeza de que o CT será fundamental para o desenvolvimento das crianças no vôlei. Sem dúvida, ela vai descobrir talentos”, disse o jogador.

O time comandado pela professora foi três vezes campeão da fase Norte-Nordeste de desporto universitário, campeão dos Jub’s, em 2013 e campeão da LDU, em 2017.

Frases

“Você socializa, se diverte, faz uma,atividade física, então, acho que vai beneficiar a população, minha ideia é dar oportunidade às pessoas", diz Lilian Valente, professora de vôlei, que abriu um CT da modalidade.

“Ela conhece muito de treinamento de vôlei, de fisiologia esportiva, então o seu CT é fundamental", diz Alessander Santos, atleta de vôlei profissional.

Publicidade
Publicidade