Sábado, 30 de Maio de 2020
Futebol

Manaus perde para o Brasil-RS por 1 a 0 e é eliminado da Copa do Brasil

Equipe esmeraldina precisou jogar durante 40 minutos com um a menos, após expulsão de Derlan, e viu cair a invencibilidade de 15 partidas. Esta também foi a primeira derrota do clube em Copa do Brasil



7F4FC9CF-AA3B-435F-A388-DB9DFD9C6E1E_12352411-C0EE-4D17-ADAD-EBA4E1E42CBB.jpeg Foto: Fernando Fruki/Manaus FC
04/03/2020 às 23:25

Não deu para o Gavião do Norte no Sul. Pela segunda fase da Copa do Brasil, o Manaus perdeu por 1 a 0 para o Brasil de Pelotas-RS e foi eliminado da competição nacional. No estádio Bento de Freitas, em Pelotas, interior do Rio Grande do Sul, o autor do gol da vitória foi o zagueiro Lázaro, ainda na primeira etapa. Os gaúchos enfrentam o Brusque-SC na próxima fase, com mando de campo, de ida e volta, ainda a ser sorteado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Já o Manaus volta suas atenções para o Campeonato Amazonense. O próximo desafio é pela primeira rodada do segundo turno do Barezão. No domingo (8), o Gavião do Norte enfrenta o São Raimundo, no estádio Ismael Benigno, a Colina, a partir das 17h. Principal torneio do ano para o clube, o Brasileiro Série C inicia só no dia 2 ou 3 de maio, quando o time esmeraldino enfrenta o Vila Nova-GO. 



Péssimo início

O Brasil de Pelotas-RS empurrou a equipe amazonense para trás nos primeiros minutos. Apoiado pela torcida, o Xavante (apelido do clube gaúcho) quase marcou aos 9, quando a zaga esmeraldina afastou mal o perigo da cobrança de escanteio e o meia Gegê pegou de primeira. A bola raspou a trave de Jonathan. Mas se dessa vez o camisa 10 do Brasil passou perto, aos 26 minutos o cruzamento foi certeiro.

Em cobrança de falta para a área, Gegê levantou e o zagueiro Lázaro subiu mais alto do que todo mundo para raspar de cabeça e abrir o placar. Acuado, o Manaus não se encontrava no jogo e, aos 40, mais um golpe atingiu o Gavião. O atacante Wesley disparou e só foi parado com falta, dentro da área, por Derlan, que por ser último homem no lance, recebeu cartão vermelho. Porém, Wellington Simião cobrou para fora e deu um respiro aos amazonenses.

Etapa final

Precisando, no mínimo, do empate para levar decisão para os pênaltis, o treinador Welington Fajardo promoveu duas mudanças de uma só vez durante o intervalo. Jogando com 10 após expulsão de Derlan, a equipe passou a ter três zagueiros com a entrada de Patrick Borges. Tentando pressionar, o espaço surgiu atrás e o Brasil teve oportunidades para aumentar. Aos 32, Gegê quase marcou em contra-ataque, mas bateu para fora mesmo com Jonathan fora do gol.

Seis minutos depois, foi a vez do time gaúcho perder um jogador. Poveda derrubou o estreante Raphael Martinho, levou o segundo amarelo e foi para o chuveiro mais cedo. Em igualdade numérica, o time amazonense passou a jogar bolas na área, mas nenhuma jogada obteve sucesso. Por baixo, a equipe finalizava mal, como quando Rodrigo Fumaça isolou, já nos acréscimos do jogo.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.