Quinta-feira, 06 de Maio de 2021
Atuação do elenco

Manaus tem média de 2 gols por partida, mas setor ofensivo ainda preocupa

Confira os números que o A Crítica levantou de participações em gols de todos os atacantes do Manaus na temporada 2021



WhatsApp_Image_2021-03-15_at_19.01.13_309B8627-4CB2-47A8-BA5C-2F83E43FAADC.jpeg Foto: João Normando/FAF
15/03/2021 às 19:27

O setor ofensivo do Manaus tem sofrido com ‘desconfiança’ neste início de temporada. Com 26 gols em 13 partidas - média de 2 tentos por jogo - levando em consideração as participações na Copa Verde, Barezão 2020 e 2021, foi nos momentos decisivos que a pontaria da equipe deixou a desejar. Atualmente, o elenco conta com 7 atletas para a posição, mas apenas um com características de centroavante, o recém repatriado Vanilson. Inclusive, esta tarefa será uma das características que Luizinho Lopes precisará ajustar no decorrer de seu trabalho.

Com 12 partidas, o atacante Diego Rosa foi o jogador de ataque que mais atuou na atual temporada. Sendo escalado em pelo menos três posições: falso 9, aberto pelos lados do ataque e um pouco mais recuado para a posição de 10, o jogador de 31 anos é o atleta com mais participações em gols nestes primeiros 13 jogos. Rosa acumulou 6 gols e deu 3 assistências, sendo o único jogador deste grupo que nunca começou uma partida vindo do banco de reservas.



Uma das novidades para o ano de 2021 que ainda não conseguiu ‘afiar’ sua pontaria foi o atacante Douglas Lima. Ele que nas últimas partidas chegou a atuar até como lateral esquerdo - por conta das lesões de Tiago Costa e Dudu Mandai - é o segundo jogador do setor ofensivo com mais jogos dentro do elenco. Foram até o momento 11 aparições, sendo substituído em 6 delas - o jogador mais sacado do ataque - e jogou vindo do banco uma vez. Lima tem apenas uma assistência e ainda não balançou as redes pelo Gavião do Norte.

Dos atletas que já estavam no grupo desde a temporada passada, Philip foi o atacante que mais entrou em campo. Com 10 jogos, levou um tempo para o jogador conseguir ganhar seu espaço no time titular, pois foi utilizado vindo do banco de reservas em 7 partidas. O veloz atleta esmeraldino é o segundo jogador - empatado com Jack Chan - com mais participações em gols no time, com 4 gols marcados e 2 assistências. E sobre Jack Chan, o atleta baré de 24 anos teve um grande início de temporada, fazendo gols - um deles que deu o que falar contra o Paysandu - e entregando boas atuações, algo que satisfez o gosto daqueles que pediam por mais chances ao atleta desde a Série C de 2020.

A decaída

O grande problema de Jack Chan aconteceu ainda na Copa Verde, o jogador acabou sofrendo uma lesão na coxa, o que acabou lhe tirando das partidas contra o Remo nas semifinais. Chan só voltou a entrar em campo contra o Nacional, e fez seu último jogo como titular ainda na fase de grupos do Estadual, quando ajudou o Manaus a vencer o Penarol por 2 a 0. Posteriormente, o atleta perderia um dos pênaltis na disputa decisiva contra o próprio Leão de Itacoatiara na final do certame. O jogador tem 4 gols e 2 assistências em 9 jogos.

Em busca de oportunidade

O mais novo em questão de idade entre os 7 jogadores da posição, o atacante Alex, de 19 anos, entrou em campo 7 vezes, 6 delas aparecendo como opção do banco. O ex-atleta da base esmeraldina fez 1 gols e distribuiu 2 assistências em 2021. 

Os mais recentes

Com 6 jogos, sendo 5 vindo do banco, Rafael Ibiapino surpreendeu quando nas semifinais, entrando no lugar de Gabriel Davis, fez o gol nos acréscimos que abriu o caminho da vitória do Manaus contra o Fast. Vale destacar que Ibiapino tem 3 participações em gols, sendo 2 gols e uma assistência. Agora quem chegou colocando o ‘pé na porta’ foi o centroavante Vanilson. Com 3 gols e 1 assistência em dois jogos, o atacante está atrás apenas de Diego Rosa, Philip e Jack Chan em participações em gols na equipe.

O jogador falou sobre esta ascensão rápida e os elementos que fizeram dele uma opção quase que imprescindível neste atual momento do Gavião: “Tenho estado bem depois de uma lesão de joelho que tive, precisei abdicar de algumas coisas e implementar outras, agora procuro fazer um pilates, academia, cuidar da minha alimentação e isso tem me dado muitos frutos, os gols é efeito de muito trabalho, cuidando da minha alimentação que tem me ajudado dentro de campo”, concluiu.

O Manaus continuará sua jornada na temporada, mas agora dando uma pausa no Barezão e voltando os olhos para a Copa do Brasil, quando na próxima quinta-feira (18), às 14h30 (horário de Manaus), a equipe do técnico Luizinho Lopes estreia contra o Jaraguá-GO, no estádio Aminta de Freitas.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.