Segunda-feira, 22 de Abril de 2019
publicidade
IMG-20190320-WA0278_C887A76C-3EF8-42B9-AB9D-4F6F93B8CD79.jpg
publicidade
publicidade

Boa fase

Manaus vence Nacional e emplaca a quarta vitória consecutiva no Barezão

Leão da Vila Municipal segue com apenas três pontos ganhos no returno, mas dentro da zona de classificação para as semifinais


20/03/2019 às 23:47


No clássico mais jovem do futebol amazonense, o Manaus venceu o Nacional por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (20), na Arena de Amazônia e deu mais um importante passo em direção às semifinais do segundo turno do Barezão.

Sávio e Hamilton foram os grandes destaques da partida e ajudaram o Gavião a descontar a derrota que havia sofrido para o rival no primeiro turno. Com o resultado, o Manaus chega à quarta vitória seguida e segue com 100% de aproveitamento no segundo turno do Barezão.

O Nacional, por sua vez, segue com apenas 3 pontos somados, mas dentro da zona de classificação para a próxima fase.

O jogo

O primeiro lance de perigo surgiu logo aos 4 minutos de jogo, quando Fabinho arriscou de fora da área, mas viu a bola passar perto do gol defendido por Jonathan e sair pela linha de fundo. O lance já dava o tom do que seria a disputa do jogo: uma partida aberta e emocionante.

Aos 14, o Nacional quase abriu o placar em cobrança de escanteio de Guilherme que ia direto para o gol, mas Jonathan salvou. No mesmo lance, o Manaus encontrou um brilhante contra-ataque que contou com participação de Rossini, que abriu espaço para Hamilton. O craque do Gavião encontrou Sávio na área e o atacante só arrumou para Diogo Dolem completar para o fundo das redes.

Aos 21, foi a vez do Nacional marcar. E também com um golaço. Guilherme cobrou falta de longe com força e precisão, sem chances para Jonathan.

O ritmo da partida seguiu intenso e aos 24, Dolem quase colocou o Gavião novamente em vantagem. Após tiro de meta, Hamilton escorou para o meia que encontrou espaço para finalizar, mas o goleiro André Regly salvou o Leão.

A temperatura dentro de campo até baixou, mas na reta final da primeira etapa as emoções voltaram. Aos 38, Thiago Spice subiu mais que a zaga e quase marca para o Manaus, em jogada de escanteio. O Nacional, por sua vez, ameaçava nas jogadas de velocidade que tiravam o sono dos zagueiros adversários.

Se a partida foi para o intervalo no empate, no segundo tempo o placar mudou com menos de um minuto. Com 24 segundos, Hamilton recebeu bola na área, limpou toda a zaga e rolou para Sávio que bateu no contrapé do goleiro para dar a vantagem ao Manaus.

O mesmo Sávio voltou a ter grande chance aos 15, após lançamento de Rossini que buscava Hamilton, completamente impedido. O atacante, no entanto, não participou da jogada e sobrou para Sávio, que apareceu como elemento surpresa e saiu cara a cara com o goleiro André Regly, que fez defesa com segurança.

Com 18 minutos, a vantagem do Manaus também passou a ser numérica. Deurick fez falta dura em Sávio e a arbitragem entendeu que o zagueiro usou o cotovelo com maldade. O capitão do Nacional recebeu cartão vermelho direto e mudou o cenário de equilibro da partida.

Com a nova configuração do jogo, o Manaus passou a cadenciar mais o ritmo da partida e cedeu pouco espaço para o Nacional que, ainda assim, teve chance de empatar em jogada confusa aos 48 minutos do segundo tempo, após bola levantada na área, que quase encontrou o caminho do gol.

Tudo parecia resolvido para o Gavião, mas o time viu Hamilton ser expulso aos 50 do segundo tempo, tirando o jogador da próxima partida. 

publicidade
publicidade
Treinador do Nacional nega ter ido contra decisão da diretoria em ação TJD
Justiça Desportiva do Amazonas suspende final entre Fast Clube e Manaus
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.