Terça-feira, 18 de Junho de 2019
Craque

Mano ‘desfalca’ líderes do Campeonato Brasileiro

Para o superclássico das Américas contra a Argentina o treinador foi obrigado a convocar somente jogadores que atuam no Brasil



1.jpg Mano Menezes conversa co Lucas
11/09/2012 às 13:45

Depois de golear  por 8 a 0 a "fraca" China, nesta segunda-feira (10), em Recife, a Seleção Brasileira já se prepara para o próximo compromisso, o Superclássico das Américas contra a Argentina. Para este confronto, o técnico Mano Menezes foi obrigado a convocar somente jogadores que atuam no Brasil e vai “desfalcar” os líderes do Campeonato Brasileiro.

O treinador chamou do Fluminense, o novo líder do certame, o lateral Carlinhos, o meia Thiago Neves e o atacante Wellington Nem. Já do Atlético ele contará com o zagueiro Réver, o lateral Marcos Rocha e o jovem meia Bernard. A seleção terá ainda Dedé, do Vasco, e Fernando do Grêmio.

"O critério é de continuidade para alguns, tentando não ampliar tanto. Mas obedecendo os jogadores que vêm se destacando no Campeonato Brasileiro. A lista foge um pouco das características da seleção completa, mas é uma boa relação para estes dois jogos para a Argentina", declarou o treinador da seleção – que convocou ainda Luis Fabiano do São Paulo.

Confira a lista completa dos convocados:

Goleiros
Jefferson (Botafogo)
Cássio (Corinthians)

Zagueiros
Dedé (Vasco)

Rhodolfo (São Paulo)

Rever (Atlético-MG)

 Laterais direitos
Marcos Rocha (Atlético-MG) 

Lucas Marques (Botafogo)

 Laterais esquerdos
Carlinhos (Fluminense)

Fábio Santos (Corinthians)

 Volantes
Arouca (Santos)

Fernando (Grêmio) 

Paulinho (Corinthians)

Ralf (Corinthians)

 Meias
Bernard (Atlético)

Jadson (São Paulo)

Thiago Neves (Fluminense)

 Atacantes
Leandro Damião (Internacional)

Lucas (São Paulo)

Luis Fabiano (São Paulo)

Neymar (Santos)

Wellington Nem (Fluminense)


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.