Publicidade
Esportes
Craque

‘Mão boba’: zagueiro do Chile pode ser punido por ‘carícia’ no traseiro de atacante do Uruguai

Gonzalo Jara pode receber “gancho” da Conmebol pelo ato contra o uruguaio Cavani, que além de ser apalpado ainda foi expulso no lance. Em jogo tenso e cheio de catimba, os chilenos eliminaram o Uruguai da Copa América 25/06/2015 às 12:07
Show 1
Gonzalo passou o dedo no traseiro de Cavani, que empurrou o defensor chileno e acabou expulso do jogo.
Manuel Farías/Reuters Santiago (Chile)

O defensor do Chile Gonzalo Jara pode estar em problemas após imagens televisivas claramente mostrarem o jogador colocando a mão no traseiro de um adversário durante a vitória por 1 x 0 de seu time contra o Uruguai pela Copa América, na quarta-feira (24).

Jara segurou o atacante uruguaio Edinson Cavani e colocou o dedo no traseiro do rival após uma partida tensa pelas quartas de final, em Santiago.

Cavani calmamente o empurrou com as costas da mão, mas o chileno caiu no gramado como se tivesse sido socado.

O árbitro brasileiro deu o segundo cartão amarelo de Cavani, que foi expulso da partida. "No caso de Cavani existem imagens que são muito mais gráficas do que mil palavras minhas", disse o capitão da seleção uruguaia, Diego Godín. "Existe o gesto, Edi reage... e o árbitro decide o expulsar", acrescentou.

As imagens foram destaque nas mídias sociais nesta quinta-feira (25) e foram o principal assunto da partida, que garantiu ao Chile um lugar na semifinal da competição pela primeira vez em 16 anos.

A Conmebol e a seleção chilena podem tomar ações disciplinares contra Jara. Perguntado sobre esta possibilidade na entrevista coletiva pós-jogo, o técnico chileno, Jorge Sampaoli, disse que não viu as imagens.


Publicidade
Publicidade