Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020
Craque

Maratona de Londres 2014 arrecadou mais de R$ 200 milhões para caridade

Nos últimos cinco anos, os participantes da corrida arrecadaram cerca de meio bilhão de dólares em doações. Somente para a edição de 2014 do evento, já foram obtidos R$ 200 milhões que serão dustribuídos entre instituições de caridade 



1.jpg Maratona de Londres arrecadou mais de meio bilhão de dólares nos últimos cinco anos.
17/09/2014 às 11:16

Os corredores da Maratona de Londres arrecadaram quase meio bilhão de dólares para instituições de caridade nos últimos cinco anos, e continuam a superar recordes de arrecadação a cada ano, anunciou a patrocinadora Virgin Money nesta quarta-feira (17).
 
O total obtido para esse fim desde que a empresa se tornou a principal patrocinadora da corrida anual em 2010 chega a 430,96 milhões de dólares, ou 264,1 milhões de libras, o que ultrapassou a meta já ambiciosa da própria Virgin.
 
Os participantes da prova deste ano nas ruas londrinas levantaram 53,2 milhões de libras para caridade, o que significa que a maratona quebrou o recorde mundial do livro Guinness como maior evento de arrecadação de caridade realizado em um único dia pelo oitavo ao consecutivo.

“Quando a Virgin se envolveu com a Maratona de Londres, decidimos elevar o nível e desafiamos os corredores a não somente completar a prova, mas a ajudar a arrecadar um quarto de bilhão de libras esterlinas para boas causas dentro de cinco anos”, disse o fundador da Virgin, Richard Branson, em comunicado.

“As últimas notícias mostram que não somente nos colocamos à altura do desafio, mas durante a Maratona de Londres Virgin Money de 2014 o superamos de longe”.



Desde que a corrida começou, em 1981, mais de 920 mil participantes finalizaram o trajeto, arrecadando mais de 716 milhões de libras esterlinas para uma variedade de instituições de caridade.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.