Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021
Expectativa

Marcelinho vive expectativa de começar primeiro jogo como titular no Gavião do Norte

Meia-ofensivo foi responsável pelo tento que garantiu a invencibilidade do Gavião Real na Arena da Amazônia na atual edição



WhatsApp_Image_2021-07-08_at_15.54.18_B956B6F2-6F3A-4FA2-909B-2F2E08067231.jpeg Foto: Ismael Monteiro / MFC
08/07/2021 às 16:33

Responsável pelo gol que garantiu a manutenção da invencibilidade do Manaus jogando em casa, o meia-atacante Marcelinho projetou os próximos jogos da equipe longe da Arena da Amazônia. Com duas derrotas em dois jogos atuando como visitante, o camisa 10 esmeraldino falou sobre como o grupo se sente tendo que lidar com este atual cenário.

"Nos incomoda a questão da gente não ter feito um ponto fora de casa, estamos bem focados para conseguir o máximo de pontos possíveis jogando fora, vitória por vitória, estudando toda a situação do jogo, se for um pontinho também não é ruim, sempre com humildades, mas nosso objetivo é sempre somar pontos fora, a gente vem de resultados ruins longe da nossa casa, mas estamos trabalhando muito para que isso mude no sábado", afirmou o meia-atacante do Gavião Real.



Perguntado sobre se o gol traz confiança e finalmente chegará sua vez de começar entre os 11 titulares, Marcelinho respondeu que marcar dar confiança para qualquer atleta e, na pergunta em questão, acabou 'driblando' a respeito da possibilidade de ser escolhido entre os titulares pelo técnico Marcelo Martelotte.

"O gol traz confiança para qualquer jogador, eu costumo dizer que o meia-ofensivo tem duas funções dentro do jogo que pode ajudar a equipe: uma é dar assistência e a outra é fazer os gols. É lógico que tem toda a questão defensiva, a recomposição, mas o gol traz confiança, não tenha dúvida, eu tava querendo esse primeiro gol pelo Manaus, fico feliz por ter saído em um jogo tão difícil e sem dúvida a confiança aumenta", concluiu o atleta.

Brigando pela vaga

Com oito jogos pelo Manaus, Marcelinho ainda não teve oportunidade de começar uma partida. Na época do técnico Luzinho Lopes, o camisa 10 ainda se recuperava fisicamente e acabou sendo escolhido em alguns jogos vindo do banco de reservas. Com a chegada de Marcelo Martelotte, o atleta continuou no banco e chegou a não ser relacionado em uma das partidas da Série C, na goleada para o Volta Redonda.

Com o gol que deu o empate ao Gavião do Norte na última partida, Marcelinho vive a expectativa de poder começar seu primeiro jogo como títular no Gavião do Norte.

Próximo jogo

Em busca de sua primeira vitória fora de casa, o Manaus visita o Botafogo-PB, neste sábado (10), às 18h (horário local), no estádio Almeidão, pela sétima rodada da Série C. O esmeraldino é o segundo colocado com 10 pontos.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.