Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
PRA CIMA DO HULK!

Meninas do Flamengo querem reviver 2016 e avançar no Brasileirão Feminino

As Rubro-Negras foram as responsáveis em eliminar o Iranduba no Brasileiro de 2016 e tentarão novamente despachar o Hulk nesta quarta-feira (21), na Arena



fl1.JPG No duelo no Rio, o Fla se salvou nos acréscimos (Foto: MARCOS DE PAULA/ALLSPORTS)
21/06/2017 às 05:00

A delegação do Flamengo desembarcou no início da tarde desta terça-feira (20), em Manaus e já sentiu o calor que encontrará pela frente no duelo com o Hulk, às 20h desta quarta (21), na Arena da Amazônia.

Autora do primeiro gol do Flamengo no jogo de ida, no Rio de Janeiro, a lateral Raquelzinha, 31, conhece boa parte do elenco do Hulk quando elas ainda estavam no Kindermann-SC.



“Joguei com elas no Kindermann e conheço a grande maioria. Joguei com elas e até contra e temos de tomar cuidado. É um time veloz, com meninas muito habilidosas porque virem do salão (futsal)”, alertou.

Experiente, a cearense Raquelzinha sabe que vai encontrar páreo duro na Arena, mas acredita que o Fla sairá com a vaga.

Rubro-Negras tentam nova eliminação do Hulk na Arena (Foto: MARCOS DE PAULA/ALLSPORTS)

“Vai ser difícil porque a gente sabe o quanto elas são fortes aqui dentro de casa e o quanto a torcida motiva. Mas trabalhamos forte pra fazer m belo jogo aqui em Manaus”, concluiu a camisa 2 do Fla.

Sem caô no Mengo

Se o gol de Raquelzinha aos 42 minutos do 2º tempo deu esperanças ao Flamengo, o tento de Bárbara foi o da salvação. A atacante rubro-negra empatou o jogo de ida nos acréscimos e espera não passar pelo mesmo drama na Arena.

“Espero que não seja um jogo tão dramático como foi o primeiro, até porque elas jogaram no nosso erro. Levamos gols de bola parada, por falta de atenção, mas  conseguimos empatar e nos mantermos vivas na competição. Agora é entrar ligada o tempo todo pra que não venha acontecer o que aconteceu no primeiro jogo, embora acertarmos algumas coisas que tínhamos pra acertar e, se Deus permitir, sairemos com a vitória”, afirmou Bárbara, que esteve na Arena no ano passado.

Bárbara empatou pro Fla nos acréscimos (Foto: MARCOS DE PAULA/ALLSPORTS)

A camisa 10 do Mengo sabe que o Hulk está mudado, mais forte que ano passado. “Ano passado o Iranduba foi eliminado na segunda fase do Brasileiro e esse ano vejo uma equipe mais competitiva. Prova disso é que tiveram uma campanha excelente na primeira e segunda fase do campeonato e quase nos complicou no primeiro jogo das quartas de final”, concluiu Bárbara.
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.