Segunda-feira, 17 de Junho de 2019
 Seleção Sub-20

Meninas do Iranduba se preparam para disputar a Copa do Mundo Sub-20

Jogadoras do Hulk, a lateral Monalisa Belém e a atacante Brenda Woch falam ao CRAQUE sobre a expectativa de disputar a Copa do Mundo



Sele__o.jpg Brenda e Monalisa vão disputar o torneio na França (Foto: CBF)
28/07/2018 às 15:08

A Seleção Brasileira Sub-20 realiza os últimos treinamentos antes de embarcar para a França, no dia 31 de julho, onde disputa a Copa do Mundo da Categoria. Entre as 23 convocadas para a competição, duas atletas do Iranduba  vivem a sensação de que estão perto de realizar o sonho de todo jogador de futebol: disputar a Copa do Mundo. Mas a lateral Monalisa Belém e a atacante Brenda Woch sabem que com sonhos grandes também vem grandes responsabilidades.

“Só eu sei o que eu passei para conseguir realizar este sonho com muito esforço dedicação. Venho trabalhando há muito tempo e à medida que a competição começa a ficar mais próxima, a gente tem que se dedicar mais porque vai ficando mais difícil”, disse a atacante Brenda Woch.

Mas se os desafios aumentam, a lateral Monalisa deixa claro que a união aumenta também, principalmente com a proximidade da estreia na Copa do Mundo.
“Estamos com treinos intensos, mas o grupo está muito unido e tem tudo para fazer uma bela competição”.

O Brasil estreia na Copa do Mundo no dia 5 de agosto contra o México às 7h30 da manhã (de Manaus). A Seleção está no Grupo B com Inglaterra, México e a atual campeã, Coréia do Norte. Na última edição do Mundial, em 2014, o Brasil foi eliminado na primeira fase. Mas o grupo complicado ou o retrospecto não assusta as jogadoras da Seleção.

“Sabemos que caímos num grupo complicado, mas na Copa do Mundo não tem jogo fácil e apesar de cair em um grupo difícil, sabemos que temos condições de trazer este resultado para o nosso país”, disse a lateral.

Período difícil


Para Monalisa, a ida para a Copa do Mundo representa a superação de quem se recuperou de uma lesão no início do ano e foi cortada do Sul Americano, no mês de janeiro às vésperas da competição. A lateral do Iranduba fraturou a clavícula e precisou passar por cirurgia. Após a recuperação, ela voltou a ser convocada e é uma das favoritas para jogar na lateral direita da Seleção.

“Eu acho que o momento da lesão que eu fui cortada do Sul Americano foi um momento muito difícil da minha vida, mas eu acho que tudo vem no tempo de Deus e estou tendo o privilégio de jogar essa que vai ser a minha última Copa no Sub-20”, disse a jogadora que completou 20 anos nesse ano. Apesar de não ter ido para o Equador junto com a Seleção que foi campeã no torneio continental, ela recebeu homenagens das companheiras de equipe. “Eu fiquei emocionada com as homenagens que recebi e agora voltei mais focada ainda e só tenho a agradecer a quem sempre esteve do meu lado”, contou Monalisa que agora terá a chance de brilhar na França, terra de outra Monalisa, a pintada por Leonardo Da Vinci. “Esse é o quinto período de treino e a evolução sempre tem ainda mais com comissão que sempre cooperam muito e a gente vem numa crescente muito grande e espero que essa Monalisa aqui brilhe mais na França do que a do quadro”, brincou.

Enquanto não brilha na França, Monalisa garante que em Pindorana do Tocantins, entre a família, a notícia de que ela vai para a Copa já fez com que ela se tornasse famosa.
“Minha mãe e meu pai tão bobos, né? Creio que estão orgulhosos e isso é muito bom e também fico feliz pelo meu trabalho estar sendo reconhecido e recompensado”.

Marcas na pele
Se Monalisa não foi para o Sul Americano, Brenda tem registrado o momento na pele. Uma tatuagem com a data 1° de fevereiro de 2018, dia da conquista da competição. A atacante conta que espera registrar na pele a passagem pela Copa do Mundo.

“Foi um momento muito especial que eu quis deixar registrado e espero poder fazer uma da Copa”, explica a jogadora que não esconde a felicidade.

“O sonho não é só meu. É da minha família também que vem lutando junto comigo e eles ficaram muito felizes com a notícia e esse é um momento de dar graças a Deus.

Quem não tem um sonho de estar na seleção numa Copa do Mundo? Estou sem palavras e agora que estou lá, vou brigar e me dedicar ao máximo para conseguir ser titular e ajudar a Seleção”, disse a alagoana Brenda.
 

5 de agosto 
7h30
  México  Brasil - Estádio Clos Gastel  - Dinan/Léhnon

8 de agosto 
 7h30 Brasil  Inglaterra – Estádio Clos Gastel – Dinan/Léhnon

12 de agosto 
 7h30  Coréia do Norte  Brasil – Estádio Clos Gastel –  Dinan/Léhnon

*Os jogos serão transmitidos pela Band


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.