Publicidade
Esportes
Craque

Mesmo com a mão fraturada, lutador amazonense vai para disputa nos EUA

O amazonense está em preparação intensa para o confronto, mas enfrenta um problema sério há alguns dias da luta 03/06/2015 às 13:48
Show 1
Guilherme Farias tem desafio marcado para o próximo dia 12, nos EUA, contra mexicano John Nuncio Jimenez, pelo STFC
paulo andré nunes ---

Quinto colocado entre os pesos leves do South Texas Fighting Championship (STFC, uma das organizações que rivalizam com o Ultimate Fighting Championship, o UFC), o lutador amazonense Guilherme Farias está contando as horas para a chegada do dia 12, uma sexta-feira. Nesta data, dedicada aos namorados, ele promete não ser nada dócil contra o lutador mexicano John Nuncio Jimenez, em confronto marcado pelo STFC MMA Cage Fights, no McAllen Convention Center, em McAllen, Texas.

O amazonense está em preparação intensa para o confronto, mas enfrenta um problema sério há alguns dias da luta: na última semana ele fraturou um dos ossos da mão direita durante um treino com sparring. Por recomendação médica, foi orientado a desistir da luta, o que nem chegou a ser cogitado por Guilherme.

“Os médicos falaram para eu não lutar porque existe a possibilidade de piorar a situação da mão. Mas essa é a minha oportunidade e vou lutar nem que seja com uma mão mesmo. Todo sacrifício tem uma recompensa. E estou a uma luta do cinturão”, explica ele, indo além.

“A confiança abalou um pouco por causa da mão. Mas penso em Manaus e vou fazer essa luta pela minha família, pela minha cidade Não vou perder. Vou levar essa pro Brasil e pro Amazonas. Foi muito suor para desistir por causa de uma fratura”, declarou o competidor.

Guilherme vem de vitória sobre Edwynn Hones por finalização (calf slicer) durante o STFC - Battle at the Beach que aconteceu em 28 de março. A vitória o deixou na rota do título dos pesos leves. Se vencer seu combate no dia 12, o amazonense deverá enfrentar, em setembro, o campeão do cinturão da sua categoria: Luck Flores.

O South Texas Fighting Championship que tem em suas fileiras alguns dos mais renomados lutadores do mundo atualmente.

Guilherme Farias chegou ao Estados Unidos em janeiro do ano passado, após receber convite do também amazonense Carlos Diego Ferreira, que é lutador do UFC, para ser professor de muay thai em sua academia no Texas. Convivendo com o “Team Ferreira” nos EUA, ele foi pegando gosto pelas artes marciais mistas.

Criado no bairro do São Lázzaro, na zona Sul de Manaus, Guilherme estreou profissionalmente no MMA no dia 7 de novembro do ano passado, diante de Travonne Hobbs. 


Publicidade
Publicidade