Publicidade
Esportes
Craque

Mesmo com empate, Nacional tá fora da Série D

No jogo de volta contra o Salgueiro (PE), o time amazonense saiu atrás mas logo recuperou o resultado, conseguindo o empate por 2 a 2. Porém, quem avança para a próxima fase são os nordestinos 08/09/2013 às 19:35
Show 1
Com o empate em casa e fora, o Salgueiro de Pernambuco segue para a próxima fase da Série D
acritica.com* Manaus (AM)

O Nacional fez história, lutou pelo acesso e empatou no jogo de volta com o Salgueiro (PE) por 2 a 2, mas acabou eliminado da Série D do Campeonato Brasileiro. Com o resultado combinado ao do jogo de ida (0 a 0, em Pernambuco), o time nordestino é quem avança na competição pelo peso dos seus gols fora de casa. No ano do seu centenário, o Leão da Vila saiu sem nenhum trófeu.

Com uma equipe atabalhoada na defesa, confusa no meio e com um ataque inoperante, a primeira etapa do jogo entre Nacional e Salgueiro foi repleta de emoções. Isto porque apesar dos chutes sem direção do Naça no início do jogo, os visitantes abriram o placar.

Aos 14 minutos, o lateral-direito Tamandaré fez uma bela jogada pela direita, cruzou na medida para o atacante Kanu que subiu mais alto que a zaga e em uma bela cabeçada abriu o marcador. 1 a 0 para o “carcará pernambucano”.

Entretanto, nove minutos depois foi a vez do Leão da Vila rugir e mostrar sua força. Aos 23, após uma bobeira da zaga visitante, o zagueiro Rafael Morisco aproveitou uma bola respingada na risca da meia-lua, chutou para o gol e, depois de desviar no atacante Felipe, a bola entrou, botando assim o Nacional outra vez na briga e para empatar o placar: 1 a 1 Nacional.


 
Ainda no primeiro tempo, aos 27 minutos, o técnico Léo Goiano mexeu na equipe ao trocar o atacante Leandro Cearense pelo meia-armador Danilo Rios. Apesar da alteração, as duas equipes pouco criaram e o primeiro tempo terminou sem alterações no placar.

Apesar do bate-boca entre o goleiro Gilberto e o zagueiro Morisco, a equipe do Nacional começou com mais vontade a segunda etapa. Porém, com a necessidade de correr atrás do marcador, o treinador substituiu o armador Bismarck pelo atacante Leonardo e logo deu resultado.

Depois de uma bela jogada pela esquerda do ataque, Leonardo acertou um chute no ângulo e botou o Naça na frente:  Nacional 2, Salgueiro 1.

O que a torcida não esperava era que a felicidade fosse durar tão pouco. Apenas dois minutos depois do gol, o atacante Clébson recebe dentro da área, faz o giro e chutou no cantinho direito do goleiro Gilberto que, sem chance de defender, apenas viu a bola entrar. Volta ao empate com 2 a 2, mantendo o Salgueiro na vantagem. 

Com o gol do empate, a partida se transformou em um verdadeiro jogo de ataque — uma vez que o Nacional precisava de mais um gol — contra defesa, já que o empate classificava os pernambucanos. O time amazonense ainda tentou, com Danilo Rios, Felipe e Andrezinho. Porém com o resultado de 2 a 2, quem avançou foram os visitantes.

*Colaborou o repórter Antônio Barros Jr.

Publicidade
Publicidade