Publicidade
Esportes
Fluminense x Atlético Paranaense

Mesmo empatando com Atlético-PR, Fluminense conquista ponto valioso

Time sai atrás no placar, mas Rafael Sobis, em cobrança de falta, salva os tricolores: 1 a 1 12/09/2013 às 09:44
Show 1
Fluzão segue na luta para subir na tabela do Brasileiro
Jornal A Crítica ---

Na tentativa de surpreender o Atlético-PR, Vanderlei Luxemburgo escondeu o jogo e fechou dois treinos na capital paranaense. Apesar de todo o esforço, o Fluminense empatou em 1 a 1, mas saiu do Durival de Brito satisfeito com o resultado. Há três rodadas sem perder no Brasileiro, o time tentará alavancar sua arrancada contra a Portuguesa, sábado, às 20h (horário de Manaus), no Maracanã.

Apesar do bom momento do Furacão na competição, o Fluminense precisou de oito minutos para assustar. Rhayner arrancou antes do meio de campo para receber lançamento de Wagner, mas na tentativa de encobrir o goleiro Weverton a bola caprichosamente foi para fora.

A sorte que faltou a Rhayner sobrou para Ederson.Aos 16, ele caprichou para arrematar o cruzamento de Léo e se isolar ainda mais na artilharia da competição, com 13 gols. O gol despertou o Furacão.

A pressão, porém, foi contida pelas boas defesas de Diego Cavalieri nas finalizações de Léo e Paulo Baier.Com dificuldade na saída de bola, o Fluminense viu sua chance de contra-atacar perder força. Ainda no primeiro tempo, Luxemburgo tentou corrigir o problema e sacou o volante Willian para a entrada de Biro Biro. Coincidência ou não, foi o atacante que sofreu a falta que originou o gol de empate. Aos 45, Rafael Sobis, numa precisa cobrança, recolocou o Flu na briga.

O gol renovou a esperança do torcedor, mas foi o Atlético-PR que tomou a iniciativa no segundo tempo. E Cavalieri começaria a ser firmar como o principal personagem tricolor no Durival de Brito. Com boas defesas, o camisa 12 frustrou os planos de Marcelo e Dellatorre em chances claras de gols.

Com a entrada de Felipe, Luxa tentou recuperar a posse e melhorar a saída de bola. Mas a marcação atleticana frustrou os planos. Sob pressão, o Flu se defendeu para segurar o resultado. A saída do cansado Sobis para a entrada do apoiador Eduardo reforçou a teoria. No fim, o empate acabou sendo justo. Confiança

 O ponto conquistado em Curitiba foi muito comemorado pelo elenco tricolor. Confiantes de que estão no caminho certo, os jogadores sabem que terão um jogo muito importante no sábado, contra a Portuguesa — que também briga contra a degola.

“O Atlético está num momento bom no campeonato, enquanto o Flu está numa crescente. Nós conseguimos um pontinho importante e precisamos fazer nosso dever de casa, no sábado, contra um adversário direto”, afirmou Carlinhos. Para o goleiro Diego Cavalieri, a equipe está no caminho certo.

“Acredito que estamos a coisa certa para sair da zona de desconforto”, disse. A CBF confirmou o clássico com o Vasco, em São Januário, 9 de outubro. Mas a partida será com portões fechados por causa da briga entre vascaínos e corintianos em Brasília. O Vasco, que também terá de jogar sem torcida contra o Inter, ainda espera a absolvição no STJD, que ainda não marcou data para julgar.

Luxa

Ao término do jogo em Curitiba, Vanderlei Luxemburgo, ressaltou a melhora do rendimento da equipe. “Nós jogamos fora de casa. Empatamos com o Atlético-MG lá, agora também conseguimos esse resultado. Mais importante que os dois resultados é a postura da equipe. O time não se acovardou, teve comprometimento, jogou bem e mostrou velocidade em alguns momentos”,  destacou Luxemburgo.


Publicidade
Publicidade