Publicidade
Esportes
Brasil x México

México deve vir com tudo para cima da Seleção Brasileira

Depois de perderam da Itália, os mexicanos devem vir com tudo para tentar ganhar da Seleção Brasileira no jogo desta quarta-feira 19/06/2013 às 07:51
Show 1
Brasil deve enfrentar uma seleção mexicana ofensiva
Paulo Ricardo Oliveira ---

A previsão de dez entre dez analistas do futebol para o clássico desta quarta-feira(19), 15h (em Manaus), na Arena Castelão, entre Brasil x México é que os mexicanos vão partir para o ataque em busca do resultado e deixar a defesa fragilizada, facilitando a vida de Neymar e cia.  A partida forçou o governo cearense a decretar feriado e acontece sob uma atmosfera de provável manifestação pública contra o evento da Fifa.

Os mexicanos entram em campo agoniados pela necessidade de ganhar para continuarem vivos na competição, pois perderam na estreia para a Itália por 2 a 1. Já o Brasil entra mais folgado, porque joga em casa, venceu o Japão por 3 a 0 na estreia, e parece estar se encontrando no conjunto. Contudo, o retrospecto diante do México é negativo para a seleção sob o comando atual de Luiz Felipe Scolari. Em 14 jogos, a equipe de Chicharito, atualmente a referência no ataque mexicano,  venceu sete vezes, empatou três e perdeu quatro vezes para o Brasil. A última derrota imposta pelo México no Brasil foi a mais dolorosa, pois tirou o sonho do ouro olímpico inédito de um selecionado ainda sob comando de Mano Menezes.

Embora o país do sombrero não esteja numa boa fase, todo cuidado é pouco justamente pelo histórico de sempre complicar o jogo para o lado verde e amarelo. “O México é uma equipe qualificada, com bons jogadores e que joga forte. Eles sempre dificultam as coisas para a gente. Não vai ser diferente. Ainda mais que precisam da vitória”, prevê o zagueiro David Luis, espécie de Biro Biro da modernidade. David terá a árdua missão de tentar conter o ímpeto de Chichiarito no ataque.

Felipão também antevê dificuldade do Brasil impor sua filosofia tática diante do México, mas destaca a velecidade como uma arma poderosa para destruir a fortaleza defensiva que tem caracterizado a seleção adversária, com duas linhas de quatro jogadores na intermediária, e alas velozes e furiosos cruzando na tentativa de encontrar a cebeça sempre atenta de Chichiarito. “O México tem uma organização defensiva totalmente diferente da do Japão. É um jogo muito diferente. Nossa missão e usar a velocidade para impor nossa filosofia de jogo”, analisa o treinador brasileiro, que ontem lançou mão do uso de bolas paradas durante o treino oficla de reconhecimento do Castelão para o jogo. Hulck, Neymar, David Luis, Lucas, Oscar foram muito usados nesse aspecto do treinamento.

Horas depois, foi a vez dos mexicanos entrarem para reconhecer o gramado impecável da Arena. Mas o treino foi fechadíssimo. Os fotógrafos, inclusive os da imprensa mexicana, puderam fazer apenas cinco minutos de imagem. Os repórteres foram impedidos de entrar em campo. Os que conseguiram foram expulsos logo depois. Apenas na entrevista coletiva é que o técnico José Manuel de la Torre falou sobre o jogo e mesmo assim com respostas tão secas quanto despachadas. “Viemos até aqui preparados para vencer qualquer seleção em qualquer lugar”, repondeu ele quando solicitado sobre o favoritismo brasileiro. O treinador fará mudanças no modo de jogar, uma vez que vem de derrota e tem a necessidade de vencer para sobreviver no certame. Na ala direita, Manoel ainda não decidiu se começa com Severo Meza ou Geraldo Flores. Pelo lado direito do meio campo para o ataque, outra dúvida Barrera ou Aquino.

Ficha Técnica

Brasil x México

Arena Castelão, Fortaleza (CE)

Brasil  Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Hulk, Fred e Neymar. Técnico: Luiz Felipe Scolari

México – Corona, Severo Meza (Geraldo Flores), Rodrigues, Moreno e Salcido, Torrado, Zavala, Barrera (Aquino) Guardado, Giovanni e Chicharito. Técnico José Manuel de la Torre

Àrbitro Howard Webb (Ingleterra)

Auxiliares Michael Mullarkey e Darrem Cann, também ingleses


Publicidade
Publicidade