Sábado, 24 de Julho de 2021
De olho no futuro

Mirando alto, zagueira Naytielle acredita em força do grupo: 'Iremos em busca do acesso'

Defensora de 21 anos ressaltou que trabalho feito no JC dará bons frutos: 'Treinamentos são plantações e resultados são colheitas'



7d0dc0b9-85db-4a3f-adcf-1ecbcf4e8334_485722B5-9FA0-42AB-A8D5-26922B090794.jpg Foto: Marcos Mendonça/JC
18/06/2021 às 12:18

Prestes a disputar uma partida decisiva, o JC se concentra para enfrentar a equipe do Tiradentes-PI fora de casa, pela última rodada da fase de grupos do Campeonato Brasileiro Feminino - Série A2. Um empate garantirá a vaga ao Tigre da Velha Serpa na próxima fase e ainda dará garantia do calendário na A2 do ano que vem – caso o time itacoatiarense não consiga o acesso à Série A1. 

A equipe comandada por Fernando Lage vem se notabilizando até aqui pela evolução física e consistência tática do grupo. Na frente, o ataque tem como destaque a artilheira Fabíola, com seis gols. Já a defesa também não deixa a desejar, com atuações que podem passar mais segurança aos torcedores. 



Em uma equipe onde o nível das jogadoras é bom, a disputa por uma vaga na equipe titular acaba sendo saudavelmente acirrada. Nesse contexto, destaca-se a zagueira Naytielle, que chegou durante a competição e tomou conta da defesa ao lado de Vanessa 'Pipoca'. 

“Infelizmente, fiquei fora dos dois primeiros jogos. Porém, em nenhum momento desanimei. Continuei trabalhando forte, em busca do meu espaço na equipe. A titularidade foi a consequência do meu trabalho, sempre procurando dar o meu melhor e passar confiança para a comissão técnica, e para as minhas companheiras”, disse Naytielle, que logo em sua primeira partida, diante do Vitória-BA, 'deu o seu recado'. 

“Fui feliz em fazer o gol na minha estreia, pois venho trabalhando muito bolas aéreas. A equipe está empenhada em um único objetivo, tanto as atletas como a comissão. É um projeto novo do JC e creio que tem muito a crescer na modalidade”. 

Grandes objetivos 

Provável titular no jogo desta sexta-feira (18), a zagueira de 21 anos foi só elogios as companheiras e ao nível de comprometimento da equipe, mirando o acesso à Série A1. 

“Sabemos da importância que esse jogo tem para o JC e para cada atleta. Sabemos também da responsabilidade gigantesca que temos, mas o foco continua o mesmo de quando começou o campeonato: todos os jogos são decisivos. Os treinamentos são plantações e resultados são colheitas. Iremos em busca da classificação e do acesso”, finalizou.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.