Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019
Craque

Mitoso pede desculpas ao Nacional após xingamentos

Em nota, Leão da Vila repudiou a atitude do dirigente, que foi presidente do Nacional por quatro anos; Mitoso minimizou o fato mas fez mea culpa e dizer enviado pedido de desculpas a dirigentes e torcedores



1.jpg Mitoso foi 'ovacionado' pela torcida do Tufão ao colocar camisa e entoar canto junto aos torcedores
08/02/2015 às 12:43

O Nacional publicou, ainda na noite de ontem, uma nota de repúdio, assinada pelo presidente Mário Cortez, contra a atitude do presidente do Manaus F.C, Luis Mitoso, que teria se unido a torcedores do São Raimundo após amistoso entre Tufão e Manaus na Colina, e entoando um conhecido - e impublicável - grito de provocação das torcidas. Mitoso é ex-presidente do Nacional e saiu do clube por divergências com a diretoria.

"Ei, Nacional, vai tomar no...!", disse o dirigente, que vestiu a camisa de uma das torcidas organizadas do São Raimundo e fez a alegria dos poucos torcedores presentes na Colina, que comemoraram a "adesão" do presidente do Manaus à causa são-raimundense.



"Tal comportamento, em nossa opinião, só tende a denegrir não apenas o NACIONAL FC, mas o futebol amazonense que, como qualquer outro esporte, tem rivalidade, porém, deve ficar dentro das quatro linhas", diz trecho da nota divulgada pela Nacional Futebol Clube. A nota ainda recorda ainda a passagem do dirigente pelo Leão da Vila.

Na ocasião, ele disse que a relação amistosa entre as torcidas "deve ser uma constante entre os dirigentes". "O futebol é dentro de campo, temos que eliminar a fúria e alimentar o amor", disse, após o fato. Hoje, contudo, com a repercussão de vídeos mostrando o xingamento nas redes sociais, o cartola minimizou o fato mas fez uma mea culpa.

"Eu pedi desculpas, principalmente à instituição Nacional, que é muito maior do que um fato tão pequeno", disse ele ao CRAQUE, informando que enviou tal mensagem para o grupo onde estão os presidentes dos dez clubes profissionais do Amazonas e para dois membros de torcidas organizadas do Nacional.

O mandatário dos Gaviões do Norte atribui o excesso a uma descontração para se aproximar da torcida do São Raimundo e até a empolgação pós-jogo, já que o Manaus derrotou o São Raimundo por 2 a 1. "Aquilo é uma brincadeira, mais uma descontração. A torcida começou, eu curti o momento. Tinha acabado de ganhar", admitiu.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.