Publicidade
Esportes
Craque

Modalidade e passatempo popular, jogo de dama ainda busca a profissionalização

Um dos mais antigos esportes de tabuleiro quer entrar 2015 visto como um esporte profissional e de influência pedagógica para alunos da rede pública e municipal. Dirigentes querem montar até centro de excelência 12/12/2014 às 19:47
Show 1
Jogo de damas une esporte e passatempo
Anderson Silva Manaus (AM)

Visto e praticado por muitos como um passatempo ou mesmo para reunir os amigos, o mais tradicional e um dos mais antigos esportes de tabuleiro quer entrar 2015, no Amazonas, visto como um esporte profissional e de influência pedagógica para alunos da rede pública e municipal. O jogo de dama, que exige inteligência e bastante da memória e percepção do praticante, ganhou uma federação no Amazonas e pleno apoio da Confederação Brasileira da modalidade. A entidade máxima do esporte de tabuleiro tem planos grandes para o Estado e deseja montar um centro de excelência do esporte.

“A ideia é fazer uma ponte com o Caribe e América Central. O Caribe tem uma influência muito grande das Antilhas Holandesas (país com tradição na dama) e Manaus está mais perto tendo um desenvolvimento. Aqui (Manaus) teríamos um centro de excelência e traríamos jogadores do Sul e Sudeste para Manaus, que seria o ponto de encontro com jogadores dos outros países”, destacou o presidente da Confederação, Lélio Sacerdo.

De acordo com Sacerdo, as conversas com o poder público foram iniciadas, mas o novo “ambiente” político de 2015 pode ser determinante para a concretização do centro. “Estive em Manaus reunido nas secretarias estaduais de Esporte e Educação. O projeto do centro vai depender somente da parceria com o Governo e Prefeitura para fazermos de Manaus um grande polo de dama”, destacou o dirigente, que está finalizando o projeto de uma sede do centro.

“No projeto consta uma área para o alojamento e de informática, que é extremamente importante e na mesma área será o salão de competições. Em janeiro estaremos voltando para Manaus para colocar isso em prática. Queremos até o final de 2015 ter concluído esse projeto e em 2016 colocar a cidade no eixo do esporte”, destacou Sacerdo.

Publicidade
Publicidade