Quarta-feira, 20 de Novembro de 2019
AMAZONENSE SÉRIE B

Na abertura da Série B do AM, São Raimundo e Clipper fazem confronto decisivo

Considerados favoritos para a conquista do acesso, Tufão da Colina e Águia Dourada querem somar três pontos importantíssimos



WhatsApp_Image_2019-10-11_at_22.08.54_4AE84338-1867-4401-89E6-233BF113C9D7.jpeg Foto: Denir Simplício
12/10/2019 às 09:17

É hora de acender o sinal verde para a corrida pelo acesso à Série A do Amazonense. Hoje, no estádio Ismael Benigno, a Colina, a bola rola às 18h (de Manaus) para São Raimundo e Clipper. O duelo é válido pela primeira rodada da ‘Segundona Baré’, que leva o campeão e o vice à elite do Estadual.

Em sua segunda participação na Série B do Amazonense, o Tufão da Colina quer repetir o roteiro de 2017. Naquele ano, o clube disputou a Segundona pela primeira vez e conseguiu não somente o acesso à elite, mas também o título de campeão - com a vantagem do empate, a taça veio após um 0 a 0 contra a equipe do CDC Manicoré.



Nomes de ponta

Liderados pelo treinador português Paulo Morgado, o São Raimundo chega para disputa do Amazonense Série B com dois atletas que jogarão a Série C do Brasileiro do ano que vem com a camisa do Manaus. Emprestados, o goleiro Jonathan, que já foi campeão com o Tufão em 2017, e o zagueiro Thiago Spice são dois dos principais reforços do São Raimundo.

De acordo com Spice, o time está preparado. “Vamos em busca do nosso objetivo, que é o acesso. Sabemos que este primeiro jogo já vai ser de seis pontos. Vejo Clipper, Amazonas e nós como candidatos ao acesso”, afirmou o zagueiro.

E em um torneio curto, cada detalhe pode fazer diferença. “Sabemos da nossa qualidade. É um campeonato rápido, de apenas quatro jogos, onde não podemos vacilar. Temos que ser sempre ofensivos, mas ligados nos contra-ataques”, explicou Spice, apontando qual será o comportamento da equipe na Segundona.

Do outro lado 

Na Águia Dourada, o foco não poderia ser diferente. Após mais de 10 anos longe da Série A, o Clipper quer fazer bonito na Segundona para voltar a figurar entre os principais clubes da elite do Amazonense.

Para isso, o time tem como referência um desafeto recente do Tufão da Colina: o centroavante Branco. Em 2018, quando defendeu as cores do Penarol, o jogador fez parte de uma comemoração polêmica em um jogo contra o próprio São Raimundo, pela Série A do Amazonense daquele ano.


Branco é desafeto da torcida do Tufão da Colina. Foto: Arquivo AC

Após marcar um gol - o terceiro do Penarol, que venceu por 3 a 1 -, Branco foi até uma faixa da torcida do Tufão da Colina e tirou uma selfie junto dos companheiros de equipe Railson e Charles. Ação que provocou revolta por parte dos torcedores ‘bucheiros’, que atiraram objetos em direção ao trio.

Um dos ingredientes que tranformam o duelo em decisão logo na primeira rodada. Na sequência, pela segunda rodada, enquanto o São Raimundo folga, o Clipper encara o Amazonas.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.