Quarta-feira, 08 de Abril de 2020
BAREZÃO 2020

Manaus e Fast decidem quem fica com a vaga na final do turno do Barezão

Por ter tido melhor campanha na fase de classificação, Gavião do Norte tem a vantagem do empate. Hamilton falou sobre a expectativa para a 'decisão' de logo mais, às 20h, na Arena da Amazônia



49448449837_403935ae2c_k_34B2F08A-D565-448A-BB3E-0B3FB9A57CEC.jpg No primeiro turno, o Manaus levou a melhor por 2 a 0. Foto: Ismael Monteiro/Manaus FC
26/02/2020 às 15:45

Para Manaus e Fast, a preparação no Carnaval foi intensa para o duelo de hoje (26), que vale pela primeira semifinal do primeiro turno do Campeonato Amazonense. A partida acontece na Arena da Amazônia, às 20h. O Gavião do Norte, por sua vez, tem a vantagem do empate por ter terminado com melhor campanha na fase de classificação do turno.

Com 15 pontos no primeiro turno, o Manaus só ficou atrás do líder Amazonas, que enfrenta o Nacional na outra semifinal. Já o Fast se classificou na terceira colocação, com dois pontos a menos do que o Gavião do Norte. Para ser tricampeão do primeiro turno - nos últimos dois anos o Tricolor de Aço venceu o Penarol na decisão -, só a vitória interessa para o Fast Clube.



Mais um reencontro

Para um jogador, o duelo Manaus e Fast sempre é especial. Ídolo do Gavião do Norte, Hamilton surgiu no cenário amazonense quando ainda estava no Tricolor de Aço. O mais interessante é que, naquele momento, o hoje meia do Manaus era um terceiro goleiro recém-promovido ao elenco profissional. O destino da carreira mudou de rumo e agora Hamilton empilha gols no time, que é mania na capital amazonense. O camisa 25 falou sobre o favoritismo que o Manaus vem carregando desde o início da competição.

“Chegamos em uma semifinal, uma fase que não tem mais favoritos. Estamos trabalhando para, se Deus quiser, conseguir o resultado positivo e chegar à final”, afirmou o meia do Manaus, que já marcou dois gols nesta edição do Barezão.


Hamilton foi revelado pelo Tricolor de Aço, ainda em 2012. Foto: Ismael Monteiro/Manaus FC

Sobre o passado no Fast, Hamilton foca no presente pelo Manaus. “Espero poder ajudar minha equipe. Se der para marcar gol, vamos marcar. A ideia é conseguir o nosso objetivo, que é avançar para a final”, destacou o jogador, que apontou onde o Gavião do Norte pode melhorar para classificar à decisão do turno, contra Amazonas ou Naça.

“Precisamos ter mais competência para marcar. Estamos errando um pouco nas finalizações. Mas acredito que vai dar tudo certo nesta quarta. Deus vai nos abençoar”, concluiu.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.