Publicidade
Esportes
Peladão 2016

Na base da superação, Centenário vence Amigos do Nyl Bairro da Fé no Peladão 2016

Mesmo desfalcado de cinco de seus melhores atletas e sem jogadores no banco de reservas, time do Ouro Verde vence equipe da Colônia Antônio Aleixo, no "Campo do Padeiro" 17/10/2016 às 10:11 - Atualizado em 17/10/2016 às 10:55
Show jijde
Time do bairro Ouro Verde jogou boa parte da partida com dois atletas a menos por causa de lesões e mesmo assim venceu o Amigos do Nyl, no campo do padeiro, na Zona Leste de Manaus
Denir Simplício Manaus (AM)

“O futebol é uma caixinha de surpresas”, essa talvez seja a frase mais batida do esporte bretão. No entanto, a sentença é perfeita para definir o confronto entre Amigos do Nyl Bairro da Fé x Centenário FC, disputado na tarde de ontem, no estádio Carlos Silva - o padeiro, no bairro da Favela, na Colônia Antônio Aleixo, na Zona Leste de Manaus.

O duelo válido pela Chave 09, da categoria Master do Peladão Brahma 2016, reunia a equipe da “casa” que, aparentemente melhor estruturada recebeu o time de amigos do bairro Ouro Verde, que por sua vez quase não consegue juntar 11 atletas para entrar em campo. Com cinco desfalques, o Centenário, que apesar do nome foi fundado este ano especialmente para a disputa da 44ª edição do maior campeonato de peladas do mundo.

Time de guerreiros

Antes mesmo de a bola rolar, o time do Amigos do Nyl Bairro da Fé começou a virar pelo avesso. Com uniforme nas mesmas cores que a do rival Centenário, o time da Colônia teve de virar a camisa ao contrário para não confundir a arbitragem do juiz Manteiguinha. 

Como um bom anfitrião, o Amigos do Nyl cedeu ao pedido do árbitro que tem mais de 40 anos apitando somente no Peladão e o jogo teve seu início. Depois disso o que se viu foi muita entrega dentro de campo por parte do Centenário.

Sem poder contar com Periquita - maestro do time, que segundo os companheiros de equipe, estava sem condições de ficar de pé por motivos não revelados -, o volante Fernandes, os meias Wilson Cuiú e Berro, além do atacante Adalberto, o Centenário não tinha um jogador sequer no banco de reservas. O pior veio ainda no início do jogo, quando o zagueiro Jeilson Colares, 42, recebeu entrada dura, foi ao chão e deslocou a clavícula. Ao estilo Franz Beckenbauer, o defensor voltou ao campo para ajudar os companheiros, que eram pressionados pelo Amigos do Nyl.

O primeiro tempo terminou e o Centenário suportava bem a pressão do adversário e ainda assustava o Amigos do Nyl. A situação ficou pior para o Centenário aos 12 minutos da segunda etapa, quando o meia-atacante João sentiu a panturrilha e deixou o jogo.

Mostrando grande superação, o Centenário se segurou na defesa com o goleiro Alex “El Loco” e partiu para o ataque. O prêmio por tanto esforço veio aos 22 minutos, quando Crizomar “Boi” Leocádio, 54, ao estilo Ronaldinho Gaúcho bateu lateral com o pé no ângulo do gol do Amigos do Nyl conquistando a primeira vitória da equipe do Ouro Verde no Peladão Brahma 2016.

Ao final da partida, festa com sabor de comemoração de título por parte do Centenário e decepção e incredulidade por parte do Amigos no Nyl Bairro da Fé.

Publicidade
Publicidade