Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2020
COPA VERDE

Nacional encara o Paysandu precisando reverter vantagem dos paraenses

Com a derrota por 1 a 0 no jogo de ida, o Nacional vai a Belém precisando vencer por dois de diferença para avançar às quartas da Copa Verde



ronanzinho_9B36024C-238A-4421-BC3C-EE7B9A6CD915.jpg Foto: Denir Simplício
20/08/2019 às 08:36

O Nacional enfrenta nesta terça-feira (20) o Paysandu pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Verde. A partida acontece em Belém, no estádio da Curuzu, casa do Papão, às 19h30 (horário de Manaus). Com a derrota por 1 a 0 no jogo da ida, na Colina, o Leão da Vila Municipal precisa vencer o Paysandu por dois gols de diferença para avançar às quartas de final. Caso vença pela vantagem de um gol, a decisão vai para a disputa de pênaltis.

Sob o comando de Aderbal Lana, o Nacional terá pela frente um time que vem numa sequência de 13 jogos de invencibilidade. E a classificação passa, obrigatoriamente, pela boa participação dos atacantes. O amazonense Ronan, que vai ser titular no contra os paraenses, é a esperança de gols do Leão da Vila Municipal. “Todo atacante vive de gol, a gente sabe disso. Não podemos errar quando a oportunidade aparecer”, afirmou o camisa 7 do Naça.



Diferente do Paysandu, que precisou jogar pelo Brasileiro Série C, o Nacional teve duas semanas livres para treinos desde o primeiro jogo do confronto. Ronan acredita que a equipe aproveitou bem o período de atividades. “As duas semanas foram excelentes. Nosso grupo está focado no objetivo e gente tem feito aquilo que o professor Lana passou. Sabemos que não podemos errar, então estamos focados”, ressaltou Ronan.

E para o jogo desta noite, Lana não vai poder contar com dois jogadores que foram titulares no jogo da Colina. Na última semana, o zagueiro Guigui e o centroavante Marco Aurélio pediram dispensa e não fazem mais parte do elenco azulino. Enquanto Anderson Bandeira deve substituir Guigui na zaga, Romarinho é quem pode assumir a referência de ataque com a saída de Marco Aurélio.

Do outro lado

Com a vitória por 1 a 0 na primeira partida do confronto, na Colina, o Paysandu se classifica para as quartas de final da Copa Verde até se empatar. Jogando como mandante, a equipe paraense não perde desde maio deste ano, quando foi derrotada pelo Internacional por 1 a 0, em partida que valeu pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. 

Disputando o Brasileiro Série C e invicto há 13 jogos, o Paysandu tem o clássico ‘Re-Pa’ para disputar no domingo (25). O confronto é decisivo, vale pela última rodada da primeira fase da competição, e define quem avança para as quartas de final da terceira divisão do Brasileiro. Tendo a competição nacional como principal foco, o time do técnico Hélio dos Anjos vai mesclado para o duelo de hoje, assim como no jogo da ida.

Surpresa no banco

Para esta partida, o treinador Aderbal Lana relacionou o meio-campo Heytor, das categorias de base do Nacional. Após se destacar no Campeonato Amazonense Sub-19, o garoto pode atuar pela primeira vez no time profissional do Leão.

Porém, a maior curiosidade sobre Heytor vem de sua família. O meio-campo é irmão mais novo de Hamilton, craque do Manaus e destaque da campanha que ascendeu o Gavião do Norte à Série C do Brasileiro. Canhoto, diferente do irmão, Heytor é uma das peças ofensivas que estarão no banco de reservas na partida de logo mais.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.